segunda-feira, 25 de maio de 2015

Heartbeat Love (Tw-Drama)

E para começar bem essa semana, vou falar de um mini drama que assisti recentemente no trabalho: Heartbeat Love. A história é bem sem noção, digamos assim, no sentido que você não sabe definir sobre o que de fato se trata a história, mas sabemos que é uma história romântica e fofinha... pena que teve muito pouco tempo para ser desenvolvida...

Título: 再一次心跳/ Heartbeat Love/ Once More Heartbeat
Produtores: Jimmy Chou & Cason Chuang
Gênero: Comédia, Romance
Publicação: Tw-Drama - 5 episódios (TVBS | 2012)
Nota♥♥♥♥

Heartbeat Love, drama taiwanês (2012)

Sinopse: Devido a um mal entendido, dois estranhos acabam tendo que dividir o mesmo apartamento durante uma viagem à Austrália. Yang Xiao Yu (Rainie Yang) e Lee Wei Chen (Show Luo) passam a dividir o mesmo quarto, mas Xiao Yu só aceita isso de boa, porque acaba acreditando que Wei Chen é gay.

Em primeiro lugar, o dorama só tem cinco episódios de aproximadamente dez minutos de duração, quando você está começando a ficar empolgada, o episódio acaba. Você fica na ânsia de quero mais, porém, por ser demasiadamente curto, muita coisa fica em aberto.



Deixa eu explicar pra que fique claro... Xiao Yu e Wei Chen resolvem fazer uma viagem à Austrália, mas em nenhum momento fica claro o motivo pelo qual Xiao Yu resolve ir justamente para esse país. Na verdade, ela conta várias versões que a levaram a fazer essa viagem, mas pelo que entendi, nenhuma delas é verdadeira. Enfim, a garota é super enigmática e você passa o drama todo (que é bem curto mesmo) tentando saber o que a fez embarcar nessa viagem e continua sem saber o motivo. Parece brincadeira isso, mas você fica realmente sem saber, aliás, até o Wei Chen, o mais interessado em saber a verdade, fica no vácuo, tendo que lidar com todas as falsas versões contadas por ela.




Mas deixa eu explicar o porquê de tudo isso... Alguém aqui já viu Hi, my Sweetheart? Então... Rainie e Show tiveram uma química tão perfeita nesse dorama, que eles foram convidados para estrelarem Heartbeat Love, que na verdade, é mais um desses dramas promocionais. Rainie e Show passaram três semanas para filmarem o drama em três estados da Austrália: Sydney, Melbourne e Tasmânia, a fim de promover o turismo na Austrália para o público chinês.



Quando digo que a história é meio confusa, me refiro ao fato de não ter muita informação. Sabemos que um casal chinês faz uma viagem para a Austrália e depois de vários mal entendidos, acabam dividindo o mesmo quarto... Mas você não sabe nada sobre a personagem da Rainie e passa o drama todo sem saber... mas adianto que o drama é super fofinho e traz imagens incríveis da Austrália... Só estranhei um pouco como os dois se "apaixonaram"... foi algo muito de repente, mas vale lembrar que o tempo de duração de cada episódio, não permite muitas delongas sobre isso... Se você não curte o casal (que eu não conhecia, mas já comecei a amar!!), precisa dar uma chance, o Show Luo está muito bonito nesse drama e a Rainie nem se fala... Se você está à procura de um drama curto, taí uma ótima sugestão... até a próxima, minna... Ja ne!



Tw-Drama legendado em português:
Fansub: Universo Japonês; Why Why Drmas (fórum - necessita cadastro)
Ver online: Viki 

Entenda porque os links foram removidos

sábado, 23 de maio de 2015

Talk Back and You're Dead (Pinoy)

Empolgada com a super química que Nadine e James têm na frente das câmeras e depois de assistir a Diary ng Panget, resolvi assistir a Talk Back and You're Dead, que em outras palavras quer dizer "se você voltar atrás, está morto/a". Confesso que ainda estou tentando me recuperar do final desse filme... Na verdade, estou tentando entender o que foi aquela cena no final dos créditos e a história toda em si... mas vamos lá ao que interessa...

Título: Talk Back and You're Dead
Direção: Andoy Ranay
Roteiro/ Roteiro Adaptado: Alesana Marie/ Keiko Aquino
Gênero: Ação, Comédia, Drama, Romance
Publicação: F-Movie (2014)
Nota♥♥♥

Talk Back and You're Dead, filme filipino (2014)

Sinopse: Miracle Samantha "Sam" Perez (Nadine Lustre) é uma típica patricinha rica, que estuda num dos melhores colégios de elite para meninas. Durante um mal entendido, ela acaba se envolvendo com o bad boy Timothy "Top" Odelle Pendleton (James Reid). Depois do tapa que Sam dá na cara de Top, ele promete encontrá-la novamente para acertar as contas com ela. Apavorada com a possibilidade de ser massacrada pela gangue dos 13, liderada por Top, Samantha é surpreendida com um inesperado pedido de namoro.



Exatamente! Foi isso que você leu. O cara leva um tapa na cara, na frente de todo mundo, o vídeo vai parar na internet e o cara ainda quer namorar a menina que lhe bateu. Além disso, o cara é um bad boy, e que tipo de nome é esse? Top? Ok, são as iniciais do nome dele, mas gente, que bad boy tem um nome desses??? É muita forçação de barra, sem mencionar que se você for assistir ao trailer do filme, irá perceber que algumas cenas não aparecem (ou seja, as cenas de Samantha com Red, o bad boy melhor amigo de Top, mas que para mim foi muito melhor não terem aparecido, porque já tive raiva suficiente com o filme em si)... e muita coisa nesse filme não soa legal e nem se encaixa. O nome do bad boy ser Top, cenas do trailer não aparecerem no filme e, mais bizarro ainda, uma comédia romântica, que virou um super melodrama no final... Se você pensa que o drama é pouco, assista e confira você mesmo... é dramático demais.




Apesar de tudo, estava gostando do filme desde o início. Mesmo com todas aquelas cenas esdrúxulas, de tão sem noção que eram, entretanto, minhas esperanças foram aniquiladas totalmente depois que eu vi a cena "bônus" (?) no final, junto com os créditos. No filme, não há nenhum indício de um final tão FDP como esse, você é até pega de surpresa. Se as cenas que aparecem no trailer passassem no filme, veríamos a Samantha com Jared Dela Cruz, aka Red, (Joseph Marco) e estaríamos ciente de um possível triângulo amoroso, ou sei lá o quê, mas estaríamos de alguma maneira "preparados" para alguma mudança brusca de roteiro. Entretanto, essas cenas não aparecem no filme e, embora aparecessem, seria difícil de engolir a Samantha com outro cara se não o Top. Não vou me estender muito, para não soltar spoilers, mas adianto que (para ler, selecione o texto) quando digo que minhas esperanças foram aniquiladas se trata do fato de eu não aceitar de nenhuma maneira ver a Samantha sem o TopConsiderações feitas, vamos aos comentários sobre o filme!


Da esquerda para a direita: Red, Samantha, Top e Audrey.

No início, Samantha e Top não me convenceram como casal, não sei se porque o filme foi curto demais para o desenvolvimento da trama, mas sei que em alguns momentos, parecia meio forçado esse amor todo que eles sentiam um pelo outro. Além disso, não fica muito claro na história o tipo de envolvimento entre Red e Samantha. Se a história era um triângulo amoroso entre Samantha, Top e Audrey (Yassi Pressman), acabou virando um quadrângulo amoroso entre Samantha, Top, Audrey e Red. Só que bem mais forçado ainda. Isso até rendeu piadinhas pelo facebook... como essa, por exemplo:




Uma coisa que eu queria entender, foi o que levou a Alesana Marie, a escrever uma comédia romântica que vira um dramalhão, mais dramalhão do que novela mexicana. Gente, quem em pleno século XXI ainda casa os filhos com casamentos arranjados? Eu sei, no oriente isso ainda pode ser comum, mas pelamor, precisava disso? Aliás, uma dica, se fosse eu, faria diferente, poderia até ter esse lance de casamento arranjado, mas gente.... tanta coisa poderia ser feita ou melhor aproveitada nesse filme!


Da esquerda para a direita: Andoy Ranay (diretor do filme), Alesana Marie (autora do livro), Nadine e James.

Primeiro, o pai de Samantha, era um bunda mole! Mas depois de tantos closes no rosto dele, durante o jantar em que a mãe autoritária de Samantha diz que eles vão morar em Paris, pensei que ele fosse se rebelar e defender a filha, mas o que foi que ele fez? Nada. Absolutamente, nada! Então, por que cargas d'água, todos aqueles closes nele se ele não ia fazer nada?! Outra coisa também que poderia ser bem melhor aproveitada, as cenas fofísticas entre Sam e Top. Apesar de parecerem forçados no início, ao longo do filme, os dois são muito fofos juntos... e as cenas fofinhas poderiam ter mais desenvolvimento ou evoluções. Senti falta disso. A cena do primeiro beijo deles, por exemplo, poderia ser bem mais romântica.






Mais uma coisa que também ficou solta no filme, o fato de Sam e Top se conhecerem desde crianças e desde sempre terem feito uma promessa de ficarem juntos. No filme, Samantha sofreu um grave acidente e perdeu parte de sua memória, mas isso não é bem desenvolvido, porque ela passa o filme todo sem lembrar e ninguém sequer diz a ela que ela sofreu um acidente. Quando ela descobre da promessa feita com Top quando criança, já é depois de "o mal irremediável" ter acontecido. Depois de longos dois anos, quando ela volta à casa da praia (onde passou um dia com Top, quando fugiu de casa com ele), o vídeo está lá em cima da televisão, esperando por ela só para ser assistido. Gente, isso é tão sem noção, para não dizer outra coisa. É ridículo de tão mal feito e de tão sem noção.





Quando ela vê a fita, chora mais um bocado e um cachorro aparece do nada. Ela sai correndo (usando salto alto!!) e chega até a praia, onde Top está. Mas alguma coisa com ele não está certa... digamos assim... Não entendi essa cena. Top parece que está cego, por causa de um acidente que sofreu, mas na cena que aparece no final junto com os créditos, ele está enxergando muito bem... Isso não ficou claro. Sei que tudo no filme é para dar a ideia de que vai ter uma continuação, Never Talk Back to a Gangster, mas sei lá, né? Essa continuação está demorando demais, sabe... E ficar com um gostinho de comassim, o que foi isso que eu vi no final? É meio tenso e até revoltante... Até mesmo o novo filme com Nadine e James já tem trailer, menos o Never Talk Back to a Gangster, será que é apenas especulação? Mas esperemos, né? No mais, aproveitem as cenas fofinhas entre James e Nadine... o filme é uma loucura sem pé nem cabeça, mas apesar de tudo, ainda vale a pena conferir, só para ver esses dois juntos mais uma vez, embora o filme deixe a desejar no quesito "final feliz"...










F-Movie legendado em português:
Scan: Mahal Dramas Fansub, antigo SVED
Ver online: Dopeka

Entenda porque os links foram removidos

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Diary ng Panget (Pinoy)

Finalmente assisti ao filme filipino mais badalado dos últimos tempos... Diary ng Panget! Apesar de muita gente ouvir falar sobre ele, eu ainda não tinha assistido e me dei ao luxo de ver esses dias... gostei muito. Sabe aqueles clichês de filmes de sessão da tarde? Por mais que seja algo batido, ainda é muito gostosinho assistir a histórias fofinhas e ridículas ao mesmo tempo - risos.

Título: Diary ng Panget/ Diary of an Ugly
Direção: Andoy Ranay
Roteiro: Denny R.
Gênero: Comédia, Romance
Publicação: F-Movie (2014)
Nota♥♥♥

Diary ng Panget, filme filipino (2014)

Sinopse: Diary ng Panget é baseado na webtoon de mesmo nome da escritora teen, Denny R. O diário de uma feia, possível tradução do título do filme, conta a história de Reah "Eya" Rodriguez (Nadine Lustre). Eya é uma menina órfã que mora com a tia, mas ela sabe que tem que se livrar dessa tia chata e "opressora". Nesse ínterim, ela acaba aceitando o emprego de "babá", digamos assim, do playboy mais encrenqueiro da escola, Cross Sandford (James Reid). Apesar dos trancos e barrancos, será possível que a Eya conseguirá amansar essa fera?



Sinceramente, queria ler a história original. Mas tá difícil encontrá-la online. Se alguém souber onde, please, manda o link para mim nos comentários. Queria ler mais, sobretudo, para saber se também tem as cenas ridículas nas quais a Eya me fez passar muita vergonha alheia. Comassim ela solta um pum no restaurante na frente de um carinha lindo?! E ela ainda limpa catota do nariz, mds... queria muito ter certeza que no livro não tem isso, mas também tenho medo de descobrir que na história da Denny R. tenha coisa bem pior... risos. A seguir uma foto da Denny R., que aos 19 anos já lançava seu primeiro sucesso teen nas Filipinas.




Sobre a Eya... o que dizer sobre ela? Que de certa forma, é uma personagem forte. Sim, bastante... Mesmo sendo órfã e tendo que aturar uma tia chata e mandona, em nenhum momento ela aparece triste ou abatida. Não lembro de ver nenhuma cena da Eya chorando ou se lamentando da vida que tem. Muito pelo contrário, ela consegue ser bastante otimista e mais, super desenrolada, não esmorece por nada. Só que eu não conseguia entender porque cargas d'água ela não cuidava daquelas espinhas? Gente, eu sei que espinhas nascem contra a nossa vontade e tals, mas sequer se importar com o fato de elas estarem lá, é meio demais... ainda bem que o Chad (Andre Paras) juntamente com a ajuda da Lory (Yassi Pressman) conseguem fazê-la tratar aquelas espinhas horrorosas.




Cross Sandford... o típico playboy, mimado e encrenqueiro. Tão filme da sessão da tarde. O cara encrenqueiro conhece a garota legal e é mudado por ela. Exemplos de filmes assim: Um amor pra recordar; Seu amor, meu destino... enfim... uma infinidade de vários outros com essa mesma temática, a diferença é que não tem nenhuma mocinha morrendo de câncer... ufa! - risos.


Tem como resistir a esse rostinho??

Mas voltando ao Cross... um gatinho e desde o começo não tinha como não shippar esse casal perfeito: JaDine... parceria tão perfeita que fizeram outro filme com os dois, Talk back and You're Dead (que assisti ontem e quase tive um troço de indignação), mas ele tem uma continuação Never Talk Back to a Gangster (que eu espero sinceramente que explique o que foi aquele final intragável)... e mais, já tem outro filme com o casal programado para esse ano, se não me engano, Para Sa Hopeless Romantic (que já estou louca para ver, vou até postar o trailer para vocês sentirem vontade também).




Mas voltando ao filme... Apesar de ser óbvio o fato de Eya e Cross ficarem juntos... tem muita lentidão no meio do caminho. Vale salientar que não tem muito drama e nem grandes reviravoltas ao longo do filme. É uma narrativa simples, sem fortes emoções, mas bastante eficiente para a finalidade a que se propõe. É uma pura e simples comédia romântica, sem tirar nem pôr. Mas confesso que mesmo sem grandes reviravoltas, não dava pra entender por quem a Eya estava apaixonada. Ora parecia que era pelo Cross, ora que era pelo Chad que era apaixonado pela Lory que já era apaixonada pelo Cross... ufa!




Enfim... a Eya só vai mesmo se decidir, depois do baile da escola, quando dança com um mascarado misterioso que declara seu amor por ela e que engraçado, ele vai embora antes de a festa acabar e esquece um dos sapatos que estava usando... Cinderelo, é você? mais surreal ainda é a Eya fazer uma busca por esse Cinderelo e descobrir que ele tinha lido o seu diário...




Mas em se tratando de Eya e Cross... pode-se esperar tudo. Depois de tanto ódio, tinha que sobrar um momento para que o amor surgisse entre eles.... Depois das brigas, da recepção super grosseira por parte do Cross ao saber que ela seria sua "babá" até a guerra de vassouras... quem viu o filme contava os segundos para eles se acertarem logo!! Mas também, olha que trabalho difícil a Eya tinha que aguentar? <3











Para encerrar a postagem e não passar batido, preciso falar do casal secundário. O Chad é um fofo, mas seu plano de conquistar Lory não dá certo. Para ajudá-lo nessa empreitada, ele faz de Eya sua amiga, mas que péssima escolha, parece que as coisas só pioram com a ajuda dela. Lory se torna amiga de Eya quando tenta defendê-la das outras garotas, pois Cross, para infernizar a vida da sua babá, inventa para a escola inteira que eles estão namorando. No entanto, apesar de alguns perrengues, a declaração que o Chad faz para a Lory é de fazer derreter seu coração... muito amor!!




Lory ajuda Eya a ficar mais bonita, digamos assim... mas ver que ao longo do filme ela vai tratando aquelas espinhas horrorosas, já foi um avanço e tanto. Ao longo da trama, ela e Cross vão convivendo mais tempo juntos. E que coisa mais sem noção foi aquela de assustar o rapaz com história de fantasmas?




Mas de qualquer forma, o filme é uma graça, super bobinho, mas bem divertido... se você quer algo leve e sem muita enrolação, super recomendo. Até a próxima, minna, ja ne!!





Depois de pisar feio na bola, Cross tenta se desculpar com Eya... mas não dá pra confiar num delinquente marrento, não é mesmo? (risos).




E para finalizar essa postagem, deixo para vocês uma das cenas mais fofas do filme inteiro... não tem como não shippar esse casal... é muito amor... *---*



F-Movie legendado em português:
Fansub: Mahal Dramas Fansub, antigo SVED
Ver online: Dopeka

Entenda porque os links foram removidos

sábado, 16 de maio de 2015

In Time With You (Tw-Drama)

Finalmente terminei de ver esse drama e ainda estou tentando me recuperar dele... exatamente... foram fortes emoções para o meu coração... mas amei essa história do início ao fim e espero conseguir passar para vocês tudo o que eu senti ao longo desse drama original e maravilhoso...

Título: 我可能不會愛你/ Wo Ke Neng Pu Hui Ai Ni/ In Time With You/ I May Not Love You (Talvez eu não ame você)
Direção: Qu You Ning
Roteiro: Hsu Yu Ting
Gênero: Comédia, Drama, Família, Romance
Publicação: Tw-Drama - 13 episódios (FTV | 2011)
Nota♥♥♥♥♥

In Time With You, drama taiwanês (2011)

Sinopse: Cheng You Qing (Ariel Lin) acaba de completar 30 anos. Como presente de aniversário, seu melhor amigo, Li Da Ren (Bo Lin Chen) lhe envia um email falando sobre os sinais de envelhecimento. Apesar de ser uma mulher bem sucedida, You Qin se sente incomodada por já ter 30 anos e nem estar perto de casar. Por essa razão, Da Ren e ela fazem uma aposta para ver quem dos dois vai casar antes dos 35 anos. Mas o que eles não percebem é que o amor de suas vidas está bem mais perto do que eles imaginam.

Apesar de ter apenas 13 episódios, a duração de cada um deles é bastante longa... somando todos os minutos a mais de cada episódio, você ganha outro de brinde, aí no fim, parece que você assistiu ao dobro de episódios no total... mal conseguia assistir dois por dia, uma loucura!! Por essa razão, fica quase impossível falar tudo sobre a história, então vou elencar alguns pontos que eu gostei e os pontos que não gostei, acho que nesse caso, para esse drama em específico, fica mais fácil de resenhar. Então vamos lá... \\o



1. Os sintomas do envelhecimento

Quando You Qing completou 30 anos, seu melhor amigo, Da Ren lhe enviou um email com uma lista dos sintomas do envelhecimento, já que agora ela tinha 30 anos. Além da listinha com os tais sinais do envelhecimento, Li Da Ren ainda faz piada e diz que os homens e as mulheres são como vinhos, a diferença é que quando envelhecem as mulheres são como uvas passas e os homens como vinhos. Irritada com essa provocação, You Qing faz uma aposta com Da Ren, que se até os 35 anos um deles casar primeiro, eles deveriam depositar uma quantia altíssima na conta de quem casasse antes.

Mas além disso, cada episódio nos apresenta uma das vantagens de se ter 30 anos e de ser uma mulher madura. Adorei a forma como foi feito isso, pois cada episódio tinha ligação com aquela lição/aprendizado da You Qing.



2. You Qin e Da Ren - química perfeita!! Em todos os sentidos...

Gente, quem viu o drama, tipo, impossível não surtar... A You Qing e o Da Ren tinham uma super química como amigos e como mais do que amigos... Embora You Qing faça de tudo para afastar a ideia de que existe algum sentimento entre eles, é super evidente o quanto isso é intenso entre eles.

Eles viajavam juntos todos os anos, sempre combinavam de se encontrar para conversar, um largava tudo o que tinha (ou que podia largar) para socorrer o outro etc. E eles faziam isso independentemente de estarem namorando, porque a amizade deles era mais importante do que qualquer coisa. Mas como em todo drama, sempre acontece alguma coisa para que as coisas mudem: esse acontecimento foi a volta do ex-namorado da You Qing, Ding Li Wei (Sunny Wang), mas por enquanto só vou pontuar as coisas que eu gostei no drama.







3. Ariel Lin

O que dizer dessa diva? Apesar de ser o primeiro drama que vejo com a Ariel, é inegável o fato de que ela arrasou no papel da independente You Qing. Ela era arrogante sim, teimosa, mas gente... que personagem! Adorei todos os dramas da You Qing, tanto na vida amorosa, quanto na profissional e familiar. Cada dilema foi muito bem trabalhado e interpretado pela Ariel, que a partir de agora elenca minha listinha particular de divas forever (ao lado da Shin Hye e Hyo Jin)! Inclusive já baixei o filme que ela fez com o Bo Lin Chen para assistir. O nome do filme é Lovesick, e desde já, super recomendo!! <3



4. Bo Lin Chen

Sabe aquele amigo atencioso que conhece tudo sobre você e ainda dá "aula" para o seu namorado (que o odeia) apenas para te ver feliz? Nem eu... O Da Ren é um sonho de consumo! Amigo como ele é da You Qing, não tem. Ele sabe tudo sobre ela, conhece seus pontos fracos, suas manias, suas necessidades... enfim... tudo, tudo mesmo! Ele até escreveu uma música pra ela! Se ela precisava conversar, ele aparecia sempre com uma latinha de cerveja na mão e eles passavam quase a noite toda conversando. E mesmo ela chegando tarde em casa, se ela estava com Da Ren podia chegar tarde... digaí se o rapaz não tinha moral com a família da You Qing... aliás, todo mundo na casa Cheng sempre torceu para os dois ficarem juntos... inclusive eu... torci muito!



5. Família Cheng e Família Li

Nem sei por qual das duas começar. Então, vou falar da família do Da Ren primeiro. A mãe de Da Ren, Xiao Yuan (Zhou Dan Wei) é uma viúva meio temperamental que vive em pé de guerra com a irmã caçula do filho, Tao Tao (Summer Meng). Mãe e filha se amam, mas vivem discutindo uma com a outra, principalmente porque Xiao Yuan não consegue aceitar a filha que tem. Da Ren e tio Bai Shu (Jin Shi Jye) é que se viram nos trinta para lidar com duas mulheres temperamentais dentro de casa.



A família da You Qing é bastante barulhenta e unida. Mamãe Cheng (Lin Mei Xiu) e Papai Cheng (Luo Bei An) são super engraçados e fofos juntos. Gente, que casal era aquele? Mesmo querendo dar uma de durão na frente dos demais, o pai de You Qing sempre se derretia de amores pela esposa. Um casal lindo de se ver! Em contrapartida, seus dois filhos mais velhos, Guan Qing (Ying Wei Min) e Mei Qing (Yin Chi) não eram os maiores exemplos de "felicidade" no casamento. O Guan Qing e a esposa (Ma Nan) viviam sempre em crise, por qualquer coisa queriam se divorciar. Já o casamento da Mei Qing não era tão amistoso, já que seu marido (Xiu Yu Wei) não queria que ela trabalhasse. Mas apesar de tudo isso, alguém se reconhece com famílias grandes? Só a You Qing não percebia, mas todos em casa sempre fizeram campanha descarada para ela ficar com o Da Ren.



6. A amizade com os antigos colegas da escola

Não posso dizer que sinto saudades dos meus colegas de ensino médio, porque tirando três amigos queridos meus, os demais foram pessoas que eu tive certo desprazer de conhecer por todo o sofrimento que eles me causaram ao longo da minha vida escolar, mas a relação dos amigos de escola de You Qing e Da Ren é muito incrível. A turma deles era formada por 15 meninos e 16 meninas, sempre que havia eleição na sala, adivinha quem ganhava? As meninas, claro. A amizade entre as meninas era inabalável, até um episódio em particular acabar não só com essa amizade como também quase acabar de vez com o grupo dos meninos. Todos os anos eles se encontravam para comemorar e ainda bem que depois de 14 anos, a You Qing fez as pazes com a Lu Xing Di (Ya Zi).



7. "Casal secundário?"

Nem posso contar como casal secundário, visto que eles nem aparecem muito e nem têm tanto foco assim, mas vale a pena mencionar. Henry (Jerry Huang), ex-namorado de You Qing, trabalha na mesma empresa de sapatos que ela. Apesar do fim do namoro, aparentemente eles se dão muito bem, na medida do possível, claro. Mas nesse momento, Henry namora Lala (Bonnie Yu), uma garota muito nova em relação a ele e que no início, morre de ciúmes de You Qing. Mas tudo se acerta e elas até se tornam amigas... o que eu adoro em In Time with You, é que não tem nada de ressentimentos nem mágoas eternas. Isso é lindo de se ver, não é mesmo? Nada de ódio entre mulheres. Só sororidade. E isso fica ainda mais claro, quando no dia do casamento de Henry e Lala, Henry "perde" as alianças. Adivinha quem vai ajudar a procurar? You Qing e Grace. No fim, tudo dá certo!



8. Nic

Nos primeiros episódios, mesmo contra sua vontade, You Qing ganha um assistente para ajudá-la no trabalho, Nic (Xu Hao En). Nic começa a ser desejado pelas outras colegas de trabalho de You Qing, que no início, não dá o menor cabimento a ele. Mas Nic sabe persuadir, é atencioso, meigo, fofo, tudo que uma mulher "sozinha" como You Qing precisa. Mas Nic, mesmo sendo um personagem que eu amei, é sacana. Sim, o que na verdade parecia ser um carinha perfeito, na verdade é apenas um interesseiro que tenta subir na vida enganando mulheres sozinhas.



Mas como você ainda pode gostar de um cara desses? Calma... ele foi sacana, porque na verdade, Nic é gay e tem um namorado. Mas ele também é muito jovem e cometeu o terrível erro de acreditar que seduzindo You Qing ele conseguiria ser promovido mais rápido. E inclusive, ele é. Mas isso não é uma conquista merecida. Além disso, ao longo dos episódios, ele vai se tornando amigo da You Qing, principalmente quando ela não tinha como conversar com Da Ren sobre o fato de ela ter descoberto que ele era apaixonado por ela.



Dentre todos esses motivos que citei, das coisas que gostei no drama, tem as que eu não gostei e as que eu amei. No entanto, vou tratar das duas coisas que absolutamente não gostei no drama. Foram elas: o retorno de Ding Li Wei, ex namorado de You Qing e a existência irritante da Maggie (Andrea Chen).

1. Porque não gostei da Maggie

Quando a Maggie começou a estagiar no mesmo aeroporto que o Da Ren trabalhava, alguma coisa me dizia que ela ia se apaixonar por ele. Mas até aí, nada demais. Até porque eu já shippava a You Qing e o Da Ren desde o primeiro episódio. E pelamor, não tinha lógica nenhuma o Da Ren se apaixonar por uma garota tão irritante. E realmente, não se apaixonou. Mas ela conseguiu fazer dele seu namorado.



A Maggie me irritou desde a sua primeira aparição. Odiei a voz dela e abominava as infantilidades que ela fazia, principalmente, quando se enfiou na viagem de You Qing e Da Ren e não deixou os dois conversarem nenhum segundo. Enfim... garota ridícula. Pegajosa, insegura, ciumenta e o cúmulo do cúmulo foi quando com menos de dois meses de namoro ela queria casar com o Da Ren. Exatamente, minna, ela queria casar! Quem no mundo faz algo assim????!



Mas, o único momento em que ela consegue ganhar pontos de simpatia comigo, é quando dá um certo empurrãozinho para Da Ren, mesmo que não tenha saído perfeito, mas ela conseguiu ajudar You Qing com algumas coisas. Foi muito fofo a analogia que elas fizeram com a Sailor Moon nos capítulos finais do drama. Foi muito legal quando a Maggie ajudou a You Qing a fazer uma boa ação pela Grace (Joelle Lu), sua chefe que era "chata", mas a verdade é que a Grace já tinha sofrido muito na vida e tinha medo de se abrir com as pessoas.



2. Ding Li Wei

Certamente, todo mundo tem aquele ex que é tão detestável, que te fez sofrer tanto que você não quer ver nem pintado de ouro, Entretanto, mesmo sendo tudo isso, esse ex é daqueles que ainda mexe com você mesmo depois de ter sido o pior cafajeste do mundo. Meu ódio desse personagem começou a partir daí.



Num belo dia, You Qing recebe uma mensagem de Ding Li Wei dizendo que queria vê-la e essa mensagem faz um rebuliço danado na vida dela. Mesmo ele tendo lhe traído, You Qing entra em pânico, sempre assustada com o fato de ele aparecer a qualquer momento. Por causa disso, ela começa a andar sempre arrumada, mas no final das contas, ele a pega totalmente desprevenida.



Depois do reencontro inesperado, You Qing entra em parafuso. E o cara insistindo e Li Da Ren fazendo de tudo para ela não reatar com ele. Eu sei que o Li Wei é lindo, o bad boy mais cobiçado de Taipei, que de certa forma é irresistível, mas mesmo com essa carinha de cachorro arrependido, alguma coisa em mim não me inspirou confiança nele. Mas apesar de todos os meus temores, ela reata com Li Wei e a amizade dela com Da Ren começa a entrar em declínio, digamos assim...



As cenas de You Qing e Li Wei eram muito perfeitas, isso eu tenho que confessar. Uma química excelente também, mas eu não aceitava, porque já estava shippando a You Qing com o Da Ren. As cenas eram tão íntimas entre os dois atores que os produtores foram chamados a atenção, tanto que ao longo do drama, você não vê mais cenas de You Qing e Li Wei saindo do banho juntos, etc. Muito menos com insinuação de sexo, mas isso eu nem liguei, até porque eu não gostava dos dois juntos. Mesmo namorando, o Li Wei tenta controlar a vida da You Qing, sobretudo, com relação ao trabalho dela e, claro, faz de tudo para que ela e Da Ren mal se falem. Só que todos nós sabemos que relacionamentos controladores, um hora ou outra acabam sufocando ambas as partes. Sem mencionar que You Qing e Li Wei divergiam muito de opinião e brigavam muito (para a minha alegria - risos).




Depois de falar sobre esses dois personagens que não gostei, vou fazer algumas considerações sobre o drama em si. Após começar a namorar com Li Wei de novo, You Qing acreditava piamente que conseguiria manter sua relação com Da Ren igual a antes. Mas veja bem, se você tem um melhor amigo que te viu sofrer por causa de um calhorda, é óbvio que ele vai se opor eternamente se você voltar com ele. Ter voltado a namorar com Li Wei fez o Da Ren sofrer muito mesmo. Tinha horas que eu já não aguentava mais ver o coitadinho sofrendo tanto.





Nesse ínterim, Da Ren recebe a proposta de trabalhar em Singapura. E ele vai. Todo o moído que acontece antes de Da Ren viajar e You Qing aceitar se casar com Li Wei leva bastante tempo. Como disse antes, os episódios são muito longos, o que dá a impressão de você estar assistindo ao dobro de episódios. Muitos personagens aparecem, somem, reaparecem, assim como muitas coisas acontecem. O avião de Li Wei cai, mas ele não morre. Li Da Ren faz de tudo para ajudar You Qing nesse momento e o coitado ainda leva patada, quando a sua melhor amiga aceita o pedido de casamento de Li Wei ali mesmo. E você vê várias vezes a You Qing morrendo de dúvidas depois da insinuação que Maggie faz na despedida de Da Ren...




Mesmo com a amizade abalada, o enredo foi maravilhoso. A forma como todas as coisas se desenrolaram e como a You Qing descobriu que Da Ren a amava desde sempre e quando ela descobriu... bom, não vou contar, porque é spoiler... mas depois disso tudo, o dorama ficou super maravilhoso para mim... You Qing passa oito meses viajando, conhecendo novos lugares tirando um tempo para si mesma, para pensar na vida e no trabalho. E a amizade inabalável dos dois vai se fortalecendo outra vez.




Achei muito necessária essa viagem da You Qing. Seria muita forçação de barra ela começar a namorar Da Ren assim do nada. Os dois se reencontram e as coisas vão fluindo naturalmente e foi isso que eu achei maravilhoso na relação dos dois.

Antes de postar mais fotos lindas dos dois, vou falar - bem por cima mesmo - dos amigos de Da Ren em Singapura, Ling Kai (A-Bin Fang) e Chen Ping An (Joanne Tseng). Ironia do destino ou não, adivinha a relação desses dois? Pois é... Grandes amigos com medo de que a paixão de um pelo outro estragasse a amizade entre eles, familiar? Pois é... Ping An era apaixonada por Ling Kai (que nesse caso, era a You Qing da relação, digamos assim). Apesar de serem um casal fofinho, nada acontece entre eles. Gostei bastante de como foi desenvolvida a relação deles, de forma bastante realista.





E agora, vou aperrear você com as fotos maravilhosas da You Qing com o Da Ren... não vou entrar em detalhes com o que acontece entre ela e Li Wei, não vou dizer o que acontece depois da viagem dela para o Tibet, Malásia, etc... Não vou contar nada, assistam!! Vale super a pena... Muito, muito mesmo.







E a música que o Da Ren fez para a You Qing? Gente morri de chorar quando os amigos dela entregam a fita da música dele pra ela na sua despedida de solteira... Uma pena que não consegui achar legendada nem em espanhol... Mais um motivo para vocês assistirem e descobrirem a tradução que já adianto, é muito linda e tem tudo a ver com a You Qing!!




Por todos os motivos que já citei acima... considero In Time with You um dos melhores doramas que já vi nesses últimos tempos. Por ser uma história madura, em que You Qing passa por situações em que ela tem que escolher entre ser uma mulher de sucesso ou constituir uma família. Dilemas que muitas mulheres hoje em dia passam. Ser uma profissional bem sucedida não caminha lado a lado em se ter uma família, filhos e ainda ser uma profissional de carreira. E nesse dorama, vemos que sim, é possível ter as duas coisas.








No mais, galerinha do meu coração.... mais do que recomendo: RECOMENDADÍSSIMO!! Amei demais esse dorama e super shippei o casal principal... corram para baixar, porque vocês não vão se arrepender... Beijos no coração e até a próxima!! Ja ne....



Tw-Drama online:
Fansub: Fansubber; Meteor Dramas (ambos necessitam ter cadastro)
Ver online: Viki

Entenda porque os links foram removidos
 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design