quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015

Como em todo ano todo mundo faz a retrospectiva do que teve de mais significativo no ano, eu trago mais uma retrospectiva dos melhores do ano para mim aqui no blog. Como esse ano fiz muitas coisas, muitas delas me chamaram a atenção e me fizeram criar um grande carinho por elas. Espero que vocês também gostem dessa postagem e Feliz Ano Novo, galera!! 




Primeiro mangá que concluí em 2015 e primeiro a aparecer aqui no ranking dos melhores do ano aqui do Animangá House. Pensei que Hapi Mari seria uma história clichê e cheia de arrodeios. Ufa!, que bom que me enganei. Adoro as histórias da Enjouji Maki e Hapi Mari, com certeza ganhou um lugarzinho especial no meu coração. Um dos poucos josei que li esse ano, mas um dos mais interessantes e divertidos que já li. Super recomendo e à equipe do Redisu e do MOW meus sinceros agradecimentos pela tradução desse projeto. Foi muito divertido acompanhar a história da inexperiente Chiwa com o sádico e tarado do seu marido, Hokuto. E quem não surtou lendo Hapi Mari, gomen ne, mas é porque tinha um parafuso a menos - risos. Simplesmente, recomendo.

14º - Noragami




Muita gente prefere ver o anime a ler o mangá. Já eu, prefiro ler o mangá e raras vezes assisto a algum anime, e esse ano, de fato, vi poucos, mas do poucos que vi, Noragami mereceu entrar na lista dos melhores de 2015. Não sou fã de shounen como todos sabem e evito muito conteúdo ecchi, porque acho que certas pegadas fanservice são de uma inutilidade cavalar, mas isso move o mercado e mexe com o imaginário do público alvo que se quer atingir, fazer o quê? Enfim, ressalvas à parte, Noragami traz a história de Yatogami que tenta ganhar a vida com serviços inusitados a fim de se tornar um dos melhores deuses de todos. Mas o problema é que ele toma o caminho mais longo e difícil, além de ter que se "esconder" de antigos amigos que querem acertar contas com ele. Escondendo seu passado sombrio, ele embarca numa aventura junto com seus amigos Hiyori e Yukine. Agradeçam ao pessoal do Kokoro-NinNin e do Kyoudai Scans pela tradução do mangá e se puderem não deixem de ler... o anime não dá conta da história toda ;)

13º - Boomerang Family




Como alguns devem saber, sou fã da Gong Hyo Jin. Adoro essa atriz de paixão e esse ano fiz campanha para ver todos os filmes, séries e o que fosse em que ela estivesse atuando, mas não deu tão certo assim... Meu tempo não foi suficiente para caber tanta coisa, enfim... fica para 2016 (que nem está tão longe assim)... Comecei a assistir Boomerang Family porque Hyo Jin estava no elenco e gente, que filme! Ri horrores, me emocionei em algumas cenas... enfim... é um filme para assistir com a família, saca? Mas mesmo sendo aqueles filmes família, tem um enredo interessante, de certa forma ousado e diferente. Eu amei e super recomendo. Se você pensa que ciúme de irmãos acaba quando eles ficam adultos, se enganou. Família pode ser errada, torta... mas mexeu com meu/minha irmão/irmã, mexeu comigo... E sai de baixo, que esse filme guarda muitas surpresas emocionantes... Haja coração para ver esse filme. Obrigada à equipe do Asian Team por terem legendado esse filme e por sempre oferecerem filmes intrigantes para vermos. Komaweo.

12º - Elegant Lies



O que dizer sobre esse filme? Bom... que me emocionei pacas e que chorei bastante. Um filme bonito, porém nu e cru. Uma mãe viúva tenta dar uma vida digna para suas duas filhas adolescentes, até que uma tragédia arrasa com a vida dessa pequena família e agora ela tem que tentar seguir em frente depois de tudo que aconteceu. Uma realidade dolorosa para quem perde um ente querido e uma realidade ainda mais injusta com a família que perde um ente da forma que Cheon Ji morreu. Além disso, o tratamento para mães que não têm marido é muito preconceituoso. O que não é muito diferente daqui. Elegant Lies é um filme que te mostra a verdade nua e crua do que o bullying pode fazer na vida de uma pessoa e de sua família. Parabéns ao Doramas Obsession por ter escolhido esse filme para legendarem... Vale muito a pena. Eu gostei muito e super indico! Para corações sensíveis, assista com moderação, mas não deixe de ver =D

11º - She's Dating the Gangster



Meu primeiro pinoy (filme filipino, vulgo f-movie) e meu primeiro surto doramático: KathNiel, o casal mais shippado do universo dos pinoy, e o que eu mais adoro!! Perdoem-me os fãs de Jadine, mas KathNiel é muito amor e meu coração fica super ansioso quando sai algum filme novo deles... Vi quase todos os filmes com esse casal e a ânsia por mais, não para. Obrigada às meninas do SVED por trazerem tantos filmes filipinos para nós, vocês são demais!! She's Dating the Gangster conta a história de Athena e Kenji e de como os dois foram apaixonados quando adolescentes. No entanto, depois de vários acontecimentos e anos mais tarde, eles perdem contato e por essa razão, com receio de que a tia não tenha muito tempo, Kelai decide ir atrás de Kenji para fazê-lo reencontrar Athena. Mas como as coisas não podem ser tão simples assim, Kelai acaba encontrando Kenneth, o filho de Kenji, com quem tenta encontrar Kenji e convencê-lo a ajudá-la. Um filme muito engraçado, romântico e bem realizado. Para os poucos pinoys que vi na vida, esse é um dos melhores e super recomendo .

10º - Present Perfect



Esse curta-metragem me surpreendeu. Gosto da Aom e assisti a esse filme mais por causa dela do que por outra coisa. E não me arrependi. Um dos melhores filmes tailandeses que vi esse ano e desde já, super recomendo. Pam é uma jovem que adora festas e badalações, mas tem sua rotina alterada quando sua irmã precisa viajar e não tem com quem deixar sua filha. Contrariada, Pam aceitar passar 10 dias com sua sobrinha. Mas será que Pam conseguirá conciliar cuidar da sobrinha com suas saídas noturnas? Um filme muito bom e também triste. Aos poucos alguns segredos vão sendo revelados e nossa percepção sobre os personagens sendo alterada. Uma pena ser tão curto, porque esse filme está recheado de fortes emoções para tão pouco tempo. Mais uma vez obrigada à equipe do Doramas Obsession e às meninas do Crazyrama e do Dopeka por legendarem esse filme tão sensível. Recomendo!! *---*

9º - Orange Marmalade



Falou em história de vampiros, já tem gente que associa automaticamente à saga Crepúsculo, mas não, não... Orange Marmalade conta a história da vampira mais antissocial da face da Terra, Baek Ma Ri, e de como ela acaba fazendo amigos mesmo sem querer. No entanto, o que me chamou mais a atenção nessa história é que ela não se centra exclusivamente na vida da Ma Ri e de seu namorado, Jung Jae Min. Chega a um determinado ponto da narrativa, que a história ultrapassa o nível da Ma Ri e seus amigos e traz uma reflexão bastante interessante. Na webtoon de Seok Woo, os vampiros têm que se esconder dos humanos e gozam de nenhum ou quase nenhum direito. O ponto diferencial dessa história de vampiros é trazer uma alegoria para falar de como as minorias são tratadas por uma sociedade injusta como a nossa. Vale muito a pena ler essa história. Mas vale ressaltar que apesar de ter sido lançado o drama desse manhwa esse ano, o k-drama é muito ruim (minha humilde opinião) e eu não gostei de como eles destruíram a história do webtoon. Mas enfim... infelizmente acontece dessas coisas. No mais, super agradeço às meninas do Toshi wa Yume pela tradução desse manhwa... quem ainda não leu, não sabe o que tá perdendo!!

8º - Bandhobi



Antes de qualquer coisa, Bandhobi foi um dos poucos filmes coreanos que vi que mais me surpreenderam. Se você está acostumado aos k-movies que vemos por aí, pode tirar seu cavalinho da chuva. Bandhobi segue uma pegada bem mais realista e pouco está se importando com a sua vontade de ver finais felizes. A história é bem nua e crua e nos traz uma protagonista interesseira e que tenta tirar vantagem em tudo, mas Min Seo nunca teve uma vida fácil e se vê obrigada a trabalhar em vários serviços detestáveis para conseguir dinheiro. Quando ela conhece Karim, ela tenta tirar proveito dele, no entanto, várias coisas acontecem e eles se tornam bons amigos e se apaixonam. Bandhobi bem poderia ser um filme sobre amor, mas ele vai bem além disso, ele retrata como os imigrantes, sobretudo, os imigrantes de países pobres, como Bangladesh (de onde Karim veio), são maltratados e explorados pelos donos de fábricas e lavanderias. Além disso, esse k-movie superou todas as minhas expectativas. Percebe-se que é um filme independente, visto que não tem muitos atores famosos e certamente a verba cedida para as filmagens foi pouca em relação às grandes produções sul-coreanas. Mas é um filme sensível, realista e que traz uma denúncia muito séria. Bandhobi é um filme sobre amor, amizade, sobre a vida. Obrigada à equipe do Asian Team por mais um projeto inédito. Komaweo .

7º - Tamara




Primeiro título da Souryou Fuyumi que aparece aqui no ranking. Tamara é uma modelo nada convencional, além disso, ler uma história que retrata o mundo da moda e investigações criminais só sendo uma história da Souryou. Eu sou suspeita para falar, mas adorei Tamara. É um mangá com toda a certeza diferente de muitos que já li na vida e apesar de ter apenas um volume e de os capítulos não terem muita ligação entre si, eu super recomendo. É uma história que vale a pena por ser totalmente inovadora e duvido que você já tenha lido algo parecido. À antiga equipe do Tsumi, obrigada por traduzir vários títulos da Souryou Fuyumi e obrigada à equipe do Hwey por disponibilizar os mangás de scans que fecharam (como a Tsumi). E leiam... não é à toa que Tamara apareceu na 7ª posição!! =D

6º - Kagen no Tsuki



Esse mangá, assim como a maioria das histórias da Yazawa Ai, não é uma simples história. Já no primeiro volume, vemos a marca registrada de nossa grande mangaká, ainda quando não tinha tantos problemas de saúde. Kagen no Tsuki conta a história de Mochizuki Mizuki, uma adolescente de mais ou menos 17 anos que não suporta a vida que leva. Seus pais se divorciaram depois de uma traição de seu pai e seu namorado lhe traiu com a sua melhor amiga. Achando que tudo estava perdido, ela conhece Adam Lang, por quem se apaixona cegamente. No entanto, após um grave acidente, Mizuki entra em coma e sua vida dependerá da ajuda de quatro amigos pré-adolescentes que são os únicos que sabem onde sua alma está. Kagen no Tsuki ganhou uma versão live-action em 2004, um salve à equipe do DramaFans pela legenda e mais um salve ao Hwey por disponibilizar mais um projeto da antiga Tsumi. Kagen no Tsuki é um thriller eletrizante para quem adora uma história sobrenatural. Super recomendo!!


Fazia tempo que eu não lia um yaoi e esse ano, li poucos. Quase nenhum. Mas esse yaoi em especial mereceu aparecer no ranking por ser muito bom. Já li muitos yaois na vida e sempre preferi os que tivessem algum diferencial e mesmo sem ter procurado em especial por essa história, acabei encontrando e adorando. Yashiro Tomoya é um dos garotos mais populares da escola, mas quando ninguém está vendo, ele se veste de mulher por diversão. Entretanto, num belo dia, um colega seu de classe o flagra próximo a Udagawachou e desde então não consegue tirar a imagem dele da cabeça. Confesso que surtei lendo esse mangá... é bom demais e super agradeço ao BL Scanlations por terem traduzido esse projeto. Minna, se você for uma fujoshi ou um fudanshi precisa ler esse yaoi agora - risos. Super recomendo. Melhor yaoi que li em 2015. Pena que o live action ainda não foi legendado por nenhum fansub, mas torçamos para que isso aconteça logo.




Um dos shoujo mais eletrizantes que já li esse ano. Sabe aquele filme estilo thriller? Pois então... Coelacanth não deixa a desejar em nenhum quesito. É ao mesmo tempo o melhor shoujo escolar que já li. Uma trama sinistra, misteriosa e que te faz roer as unhas de ansiedade. Se você for ansioso como eu sou tem duas escolhas, embarcar nesse thriller psicológico maravilhoso ou perder a oportunidade de conhecer uma das histórias mais alucinantes já criadas por alguém. E olha que não é todo mangá que é tão bem desenhado e rico em detalhes como esse. Agradeço ao Koisei Scans por esse mangá maravilhoso. Super recomendo!! (Vale salientar que eu amei esse mangá, então, sou a pessoa mais suspeita do mundo, mas confiem que é muito bom).



Impossível não mencionar esse filme. Crazy Beautiful You me fez surtar do início ao fim. Um dos melhores filmes que já assisti com o casal mais fofo e adorado do meu coração: KathNiel... Esses dois são muito perfeitos juntos e se você ainda não viu esse pinoy, está esperando o quê? Corre lá no fórum do SVED e se cadastra!! A história conta como a delinquente e inconsequente Jackie muda totalmente de personalidade depois de fazer trabalhos comunitários numa região super isolada das Filipinas. Lá ela tem que cuidar de duas crianças além de ter que sobreviver sem energia elétrica, internet e água encanada. Pois é, acho que sob essas condições até eu ficava humilde... Mas nem só de humildade fala o filme, CBY é um dos melhores pinoys que eu já vi na vida e super recomendo! KathNiel é e sempre será o casal mais the best dos filmes filipinos .




Conheci Mars por acaso e me apaixonei. Uma das séries shoujo mais instigantes que já li. Uma trama recheada de reviravoltas e surpresas. Um thriller psicológico muito bem feito e com direito à personagem psicopata super do mal mesmo. Mars conta a história da tímida Kira e do delinquente Rei. Duas pessoas totalmente diferentes, com passados e dores distintas, mas que acabam se conhecendo e se apaixonando perdidamente um pelo outro. Depois desse mangá virei fã de carteirinha da Souryou Fuyumi. Super recomendo!! Um dos melhores shoujo de todos os tempos. Publicado em 1996, há quase 20 anos atrás, mas que parece tão atual quanto qualquer outro shoujo de 2015. Uma história incrível, tão incrível (e sou suspeita, mas confiem em mim) que ganhou até uma versão em dorama com o mesmo nome (disponível no fórum do Why Why Dramas). Não deixem de conferir...




Para mim, 2015 foi um dos melhores anos para eu conhecer as melhores histórias desde dramas, filmes, mangás e animes. Em especial, o primeiro lugar desses melhores de 2015 vai para um dos doramas que mais me fizeram surtar desde o primeiro episódio. In Time with You conta a história de uma mulher de 35 anos, bem sucedida, mas que ainda não encontrou a pessoa certa para casar. Cheng You Qing tem como melhor amigo, seu colega de escola, Li Da Ren, com quem mantém uma amizade duradoura e que ela deseja manter intacta. No entanto, sabe quando não dá para fingir ou evitar aquilo que se sente de verdade? Pois é... In Time with You é aquele dorama para quem acredita que o amor pode dar certo em qualquer momento da vida. Para mim, um dos melhores doramas que já vi e também um dos meus preferidos para sempre. Super recomendo!! E agradeço imensamente ao Meteor Dramas por ter legendado um dorama tão incrível como esse. Tenho um carinho especial pelos Tw-Dramas e super indico para todos quando vejo um. E esse, então... recomendo sempre e sempre. Gente, vale a pena demais. É tão bom que ganhou até remake coreano esse ano. Corre lá no fórum do Meteor e comece 2016 assistindo a um dos melhores doramas da vida inteira.

♥   ♥   

Então, amores mios.... espero que tenham curtido meu ranking de 2015 e que 2016 seja um ano de muitas realizações para todos nós. E aguardem... em 2016 terão muitas novidades aqui no Animangá House!! Kissu e até 2016!!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Saredo Itoshii Hibi (Mangá)

Não vou mentir, sou muito fã dos mangás da Nakahara Aya. Conheci primeiramente LovCom (que vai ser lançado pela Panini a partir de Fevereiro do ano que vem) e desde então, só tenho amado cada vez mais suas histórias. Dessa vez, tive a oportunidade de ler esse mangá super fofo e como toda boa história da Aya, estou aqui compartilhando com vocês. Leiam, é ótima!!

Título: されど愛しい日々/ Saredo Itoshii Hibi/ However, It's a Lovely Day
Mangaká: Nakahara Aya
Gênero: Cotidiano, Romance, Shoujo, Slice of Life
Outros Títulos: Lovely Complex (2001-2006); Nanaco Robin (2008); Junjou Drop (2008); Dame na Watashi no Koi Shite Kudasai (2013)
Publicação: Mangá - 1 volume (2013)

Saredo Itoshii Hibi, da Nakahara Aya (2013)

Sinopse: Histórias sobre o cotidiano de pessoas comuns, mas que ganham uma super reviravolta quando elas passam a acreditar em si mesmas e quando compreendem que elas são as únicas capazes de fazer a diferença no mundo todo.

Saredo Itoshii Hibi é uma coletânea que conta a história de quatro pessoas diferentes que aparentemente não possuem nenhuma ligação entre si. A única que elas têm em comum é alguma decepção com a vida que levam e conhecerem uma tartaruga no parque capaz de mudar a visão deles sobre o mundo.



Ok, parece ridículo uma tartaruga aparecer do nada e tipo, te fazer despertar para a realidade. Entretanto, nesse mangá da Nakahara Aya, isso é possível e sem necessidade alguma de a tartaruga ser um animal falante. Diferente da Tama-chan, de Love Hina, a tartaruguinha de Saredo Itoshii Hibi é uma errante, não tem destino certo e meio que acaba se aventurando em diversas situações. E durante essas aventuras, ela conhece Sakuda Hiroshi.

Hiroshi é um homem resignado que tem dois filhos rebeldes, uma mulher magoada com as atitudes dele e uma vida chata, monótona e desinteressante. Todos os seus conflitos só pioram quando a família do vizinho lhe parece a família mais feliz de todas. É quando ele encontra uma tartaruga no parque e a leva para a casa. A partir daí, sua vida ganha mais ânimo, no entanto, só quando a tartaruga é devolvida ao parque, é que ele descobre que a gente sempre acredita que a grama do vizinho é mais verde.



A segunda história fala de Minato. Minato sonha em ser cantora e deposita todos os seus esforços em compor uma música de amor para um alguém muito especial. Mas esse alguém parecia tão distante para ela, que todas as suas composições eram ruins. A tartaruga, nesse caso, nem tem tanta relação com a Minato, mas sim com a senhora que sempre ouve suas canções no parque. O que Minato não sabia é que a pessoa mais especial do mundo estava ali o tempo todo.

Apesar de ser um mangá composto de oneshot e de um extra no final do volume (que conta um pouco da história na perspectiva da tartaruga), uma das histórias tem um desdobramento em dois capítulos. Essa história fala da estudante colegial, Tamako Kino e de suas lembranças sobre promessas feitas com suas amigas de infância, Yuuna-chan e Yui-chan.



Uma coisa que deveria ser ensinada sempre a todas as garotas: amigas são para toda vida. Nada de acabar a amizade por causa de machochô. Ok, lá vai spoiler: Yuuna-chan, Yui-chan e Tama-chan brigam por causa de um cara! Pelamor das deusas intergalácticas, essas criaturas são amigas desde pirralhas e aí, do nada, surge um cara que não está nem aí para elas e acaba tudo? Não, man, que que isso, não gostei... Fim do spoiler revolta.

Ainda bem que tem uma continuação da história da Tama-chan e suas amigas. É um final interessante, mas esperar tipo 10 anos? Come on?? Doushite?? Por que esperar 10 anos depois?? Minha gente, um ano depois já seria tempo demais, né? Ok... Isso tudo é quase um super spoiler, mas vou tentar consertar isso. Acontece um lance meio seboso entre as três amigas que só será consertado 10 anos depois. Uma pena. Mas pelo menos, todo mundo tem final feliz. No mais, super recomendo que leiam... as histórias da Nakahara Aya sempre valem a pena. Recomendo.


Mangá em português:
Fascínio Asiático (download - completo)
Central de Mangás (ler online - completo)

Entenda porque os links foram removidos

Blue (Mangá | Sakisaka Io)

Encontrei essa história por acaso e eu já nem conto mais quando isso acontece... tenho uma lista infindável de títulos para ler e sempre me pego lendo outra coisa que não listei... e assim só aumenta mais o tamanho da minha bola de neve. Nem termino os mangás que tenho para ler e ainda por cima leio outros que não estão na lista e que se for levar em consideração, são títulos intermináveis... enfim... é super difícil competir com obrigações... a procrastinação sempre vence, risos. Mas vamos ao que interessa \\o

Título: ブルー/ Blue/ Ethernal Sentiment Blue
Mangaká: Sakisaka Io
Gênero: Drama, Romance, School Life, Shoujo, Slice of Life
Outros Títulos: Strobe Edge (2007); Ao Haru Ride (2011); Otome no Itari (2020); Omoi, Omoware, Furi, Furare (2015)
Publicação: Mangá - 1 volume (2006)

Blue, da mangaká Sakisaka Io (2006)

Sinopse: Karasawa Anna fez de tudo para conseguir entrar na mesma escola que o amor da sua vida. Entretanto, Anna tem um grande desafio pela frente, Yabane Reiji é muito bonito e super cobiçado pelas meninas na escola, além disso, pior do que Reiji ser cobiçado pelas garotas, ele é seu primo. Será que Anna tem alguma chance de conseguir ficar com ele?

Antes de qualquer coisa, não vamos confundir esse mangá com a série homônima da Chiba Kozue. A série da Sakisaka Io só tem um volume e a história meio que acaba tendo que ser simples, já que em um volume fica difícil desenvolver uma trama mais complexa.




Karasawa e Yabane são primos. E pelo contexto da história, se namoro entre irmãos é tabu, entre primos é quase a mesma coisa. Ou como dizem os próprios personagens, "é nojento!". A gente pensa até que é absurdo, porque para nós isso é totalmente fora da nossa realidade, mas devemos lembrar que no Japão ainda há lugares extremamente tradicionais e conservadores.

Esclarecendo esses pontos, eu me surpreendi com a história. Confesso que esperava um melodrama mamão com açúcar, mas ainda bem que fui contrariada. A personagem Tezuka Rumi foi a que eu mais gostei. Ela é uma garota super fofa e super assediada pelos garotos, até que ela consegue fazer com que eles parem, graças à ajuda de Anna.




Entretanto, Rumi guarda um grande segredo. E apesar de todas as coisas que fazem contra ela, pense numa garotinha arretada! Ela dá um show de maturidade. E a Anna também, afinal, se você passasse pela mesma coisa que a Anna e a Rumi você ainda continuaria sendo amiga da Rumi?

Anna é sempre repelida por Reiji. Ele faz de tudo para evitá-la o que faz com que nossa heroína sofra bastante, sobretudo, quando ela começa a desconfiar que ele possa estar apaixonado por Rumi. Infelizmente, a história é bem curta. Mas muita coisa acontece. Achei uma grande pena, e lá vem spoiler!, não ter rolado nenhuma cena de beijo entre os protagonistas, mas isso é mais comum do que se pensa, né? Melhor aceitar, que dói menos - risos. No mais, confesso que gostei muito de Blue e eu super recomendo a leitura!! Até a próxima, amores... *---*


Mangá em português:
Scans: Eensy Weensy Mangás; Otaku Sekai

Entenda porque os links foram removidos

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Blind x Doll (Oneshot)

E como na postagem anterior eu falei que estou em casa lendo mangás... não surpreende nada mais uma postagem sobre outra oneshot da Sakai Mayu. Eu não conhecia essa mangaká, até encontrá-la por acaso no Dimichan... Infelizmente, a scan fechou sem maiores informações. No mais, alguns projetos podem ser encontrados no Union Mangás ou MangaHost.

Título ブラインドのx人形/ Blind x Doll (Boneca Cega)
Mangaká: Sakai Mayu
Gênero: Drama, Romance, Shoujo
Outros Títulos: 17 O'Clocks (2008)
Publicação: Oneshot (2011)

Blind x Doll, oneshot da mangaká Sakai Mayu (2011)

Sinopse: Ningyo é uma moça extremamente bonita e cobiçada por vários pretendentes. Entretanto, ela não tem nenhum interesse nenhum por eles. Cansada do recorrente assédio, ela promete aceitar se casar com aquele que for capaz de fazê-la ouvir alguma melodia que ela nunca ouviu na vida. Será que alguém é capaz de tocar o coração de Ningyo?

Ningyo é de família rica e abastada e isso faz com que as outras famílias cobicem seu dinheiro. As constantes investidas dos pretendentes a deixam extremamente irritada e a constante cobrança para que ela escolha logo um pretendente e se case vai tornando tudo ainda mais difícil de lidar, até porque nenhum dos pretendentes são homens sérios ou honestos. Além disso, Ningyo propõe um desafio àquele que conseguir tocar alguma melodia que ela jamais tenha ouvido, apenas para tentar se livrar de todos os pretendentes irritantes.



Ningyo é cega desde criança e seu único refúgio é ouvir música e todas as melodias ao seu redor. Nas tardes em que passa na praça, ela sente o perfume de um rapaz em especial que é o único que consegue alcançá-la. Kingyo, como ele se apresenta a ela, é um rapaz trabalhador que perdeu toda a riqueza da família e que se contenta apenas em observar Ningyo de longe.

Essa história me lembrou muito a Penélope da Odisseia, tecendo e destecendo o tapete a fim de tardar o máximo possível o casamento com algum dos pretendentes que invadiram seu castelo ao suspeitarem da morte de Odisseu, todos interessados no reino e nas riquezas de Ítaca.

Infelizmente, essa história é uma oneshot... Porque eu adorei a Ningyo e gostaria muito que tivesse um desdobramento maior sobre ela e Kingyo. No mais, só nos resta imaginar como seria o final ideal para esses dois, mas antecipando que Kingyo é um rapaz pobre e Ningyo é de família rica, o que torna o amor entre eles impossível no contexto das personagens. Enfim, minna... super recomendo a leitura dessa oneshot. É uma história linda, pena que breve. Até a próxima... Kissu.


Oneshot em português:

17 O'Clocks (Oneshot)

Como todos sabem, hoje é véspera de Natal e como nem todo mundo viaja, eu estou aqui em casa curtindo meu Natal lendo mangás e mangás... O oneshot que trago pra vocês é da mangaká Sakai Mayu. A história é bem curtinha e faz parte da série de sete volumes Momo, da mesma autora.

Título: 17 O'Clocks
Mangaká: Sakai Mayu
Gênero: Drama, School Life, Shoujo
Outros Títulos: Blind x Doll (2011)
Publicação: Oneshot (2008)

17 O'Clocks, oneshot de Sakai Mayu (2008)

Sinopse: Komai não interage com seus colegas de turma por não querer ser um incômodo para eles. Mas apesar de tentar manter uma certa distância de todos, Yoshino, um dos garotos mais populares da escola, vai aos poucos desarmando nossa heroína até se aproximar dela.

17 O'Clocks é uma oneshot bem curtinha. A história não tem uma conclusão definitiva dos atos. Mas é uma daquelas histórias reflexivas que servem mais para você refletir em como ninguém está imune ao amor. Komai mantém uma distância segura das pessoas com a desculpa de que precisa respirar, mas ao se relacionar com Yoshino, ela vê toda a sua muralha sendo desfeita. Yoshino é muito bonito e apesar de super cobiçado, ele sempre rejeita as meninas que se declaram para ele. O motivo disso é um segredo. No entanto, quando ele revela esse segredo a Komai, nossa heroína descobre que ninguém consegue escapar de se apaixonar e que ninguém escolhe por quem se apaixona. 17 O'Clocks é uma história que vale a pena ser lida, pelos belos traços e pela reflexão que ela traz. Então é isso, minna... Leiam!! Recomendo.


Oneshot em português:

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Plastic Girl (Mangá)

Depois de algumas semaninhas sem postar nada, finalmente acabei de ler um mangá que vinha empurrando com a barriga há algumas semanas... Não por se tratar de uma história ruim... mas porque de alguma forma eu não conseguia terminá-lo, mas eis que encontro motivação e consigo terminá-lo... por essa razão, resolvi trazer mais uma recomendação de mangá para vocês curtirem nesse restinho de ano... *---*

Título: プラスチック・ガール/ Plastic Girl
Mangaká: Shiraishi Yuki
Gênero: Comédia, Romance, Shoujo
Publicação: Mangá - 1 volume (2008)

Plastic Girl, de Shiraishi Yuki (2008)

Sinopse: Endou Maya é uma colegial de 15 anos que trabalha como modelo, no entanto, apesar de amar ser modelo ela tem sérios problemas de concentração diante das câmeras. Sempre que vai tirar foto, os músculos do seu rosto enrijecem fazendo careta. Ironia no destino ou não, durante umas sessões de fotos, ela conhece Pierre, um misterioso vendedor de lanches que odeia o mundo dos desfiles, mas apesar de odiar esse universo, é ele quem ajudará Maya a se tornar uma grande modelo.

Não vou me estender muito, até porque o mangá é curto e não quero estragar surpresas de ninguém. Maya é a típica personagem de shoujo indefesa que sempre precisa ser salva/resgatada pelo mocinho. No caso desse mangá, o herói salvador de Maya é Pierre, um misterioso rapaz que esconde um segredo não tão cabeludo assim, mas que no final da história causa um grande rebuliço.

A história é agradável e não tem muitas reviravoltas. É um shoujo gostoso de ler, é divertido, mas não tem aquela história super incrível. Eu gostei muito dos traços da Shiraishi Yuki, São bonitos, firmes e precisos. Há muita riqueza nos detalhes das roupas de Maya durante os desfiles, mas falta o mais importante, na minha humilde opinião, que é o desdobramento da história. Entretanto, acredito que o fato de o mangá ter apenas um volume contribui bastante para a história não se aprofundar tanto e nem se debruçar sobre algum dos personagens... No mais, recomendo a leitura e espero que vocês se divirtam com essa história divertida... Feliz Natal a todos vocês que fazem parte da família Animangá House... Muita paz, amor e saúde... e que nossa paixão por mangás/animes continue firme e forte sempre e sempre... Até a próxima, minna... Beijos no coração *---*


Mangá em português:
Scan: Redisu (sem download)
Ler online: Union Mangás

Entenda porque os links foram removidos

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Enciclopédia Animangá - Bromance

Yooo, minna... como vocês estão? Eu estive sumida por muito tempo, mas aos poucos estou voltando à ativa. Muitas coisas boas e ruins aconteceram nesse meio tempo em minha vida e talvez a pior delas seja ainda tentar me recuperar pela perda do meu avô... mas a vida é assim mesmo, todos nós iniciamos e concluímos nosso ciclo... O importante é que agora, ele está em boas mãos... assim espero.

Mas vamos lá, porque hoje resolvi tirar as teias de aranha dessa bagaça... risos. E hoje vou falar sobre algo que muito nos interessa, quem é fujoshi ou fudanshi vai entender o que quero dizer. Para muitos, o bromance pode ser o céu ou o inferno. E entendamos por quê.

Bromance é um termo em inglês [bro (brothers) + romance] utilizada para designar um relacionamento íntimo entre dois amigos. Esse relacionamento íntimo não é de natureza sexual, mas existe uma intimidade maior do que o normal entre esses dois amigos. Um exemplo clássico disso, Shun e Hyoga de Cavaleiros do Zodíaco (versão anime). E antes que haja alguma dúvida, não, bromance não é a mesma coisa que relacionamento homoafetivo.




Resumindo: Bromance é uma amizade muito romantizada entre dois caras, quase algo parecido com o que entendemos como shounen-ai. Mas reforçando a premissa de que Bromance não é shounen-ai, nem yaoi muito menos lemon.

Agora vou explicar porque para alguns pode ser o paraíso e para outros o inferno. Quem não é fã de yaoi vai achar isso razoável e em alguns termos aceitável. Opa, não é yaoi, massa! Segue em frente. Mas para os fãs de yaoi como eu e muita gente que conheço, é uma tortura ver dois caras lindos, super amigos e não rolar nada entre eles. Quase morri quando vi esse vídeo.



Mas calma, o Tw-Drama Bromance não é yaoi. Eu também super achei que fosse, mas é gender bender. Sabe quando você sente arrepios e depois descobre que não era nada disso? Pois é... fiquei super animada com esse drama, para morrer na praia ao descobrir que não, não é yaoi. #Triste.



No mais, amores do meu coração, aproveitando para recomendar o dorama taiwanês Bromance mais quente do pedaço e, não se iludam como eu me iludi, não é yaoi, mas sim gender bender. Eu vou assistir nessas férias e espero o mais breve possível falar sobre ele aqui.

Até a próxima, chibis!! Prometo aparecer mais por aqui, até porque eu amodoro tudo isso aqui e o carinho de todos vocês... Beijos, beijos, beijos...

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Nanohana no Kare (Mangá)

Yooo, minna... quanto tempo! Estive super ocupada esses dias, cheia de provas pra fazer e tendo que estudar para o mestrado, enfim... essa tarde estou bem folgada e resolvi recomendar para vocês a leitura de um mangá que está sendo lançado pelo MOW. Essa história é bem fofa e eu estou ansiosa para saber como ela vai terminar.

Título: 菜の花の彼 ─ナノカノカレ─/ Nanoka no Kare/ Nanohana no Kare
Roteiro/ Arte: Tekkotsu Saro/ Toumori Miyoshi
Gênero: Drama, Romance, School Life, Shoujo
Publicação: Mangá - 6 volumes (2013 - em andamento)

Nanohana no Kare, história de Tekkotsu Saro, arte de Toumori Miyoshi (em lançamento no Japão)

Sinopse: As amigas de Nanoka não pensam em outra coisa, a não ser em garotos. Quando suas amigas começam a namorar, elas passam a deixar Nanoka de lado. Sentindo-se sozinha e abandonada, Nanoka se lembra de seu antigo namorado... triste e sozinha, ela acaba se declarando para um garoto que nunca viu, mas por mais estranho que possa parecer, esse rapaz de alguma forma se sente atraído por ela.

Li apenas o volume 1, mas até onde li, posso dizer que Nanohana no Kare tem toda uma pegada dramática e/ou melodramática pela frente. Infelizmente, não posso afirmar nada, apenas especular. Nanoka é excluída pelas amigas por não ter namorado. Isso a magoa bastante, sobretudo, porque Yuuko enquanto não tinha namorado, odiava conversas sobre namorado, depois de começar a namorar, ela não só passa a falar de namorado o tempo todo, como passa a escantear Nanoka.




Yuuko é uma das "amigas" de Nanoka e ela pensa que Nanoka nunca teve namorado, mas o que ninguém sabe é que Nanoka teve um péssimo primeiro namorado. Ou por ser muito jovem, ou insegura, ou por não saber lidar com a situação, Nanoka acabou saindo "mal falada" na escola. Apesar de ter que superar esse pesadelo em sua vida, Nanoka não tem grandes preocupações com relação a namorados, mas tudo isso muda, quando ela conhece Kiriyama Hayata. Ainda sobre a Yuuko, ela é o tipo de amiga que é pior do que ter um inimigo. A personagem, pelo que pude ver, é uma daquelas invejosas ao cubo.

Pelo que pude perceber, o tal ex namorado de Nanoka vai reaparecer. Estou supondo isso depois de pesquisar algumas imagens no google sobre o mangá. A história ainda está sendo publicada no Japão e já vai em seis volumes, mas a tradução nas scans está indo um pouco mais devagar. Quem tiver pressa e souber inglês, é só baixar os capítulos seguintes em inglês para ler... Só sei que estou super ansiosa para saber o que vai acontecer... Espero que os demais capítulos saiam em breve... estou muito curiosa e ansiosa para saber mais sobre essa história, tenho certeza que muitas surpresas nos aguardam. Então, minna, espero que tenham gostado da minha sugestão de hoje. Façam uma boa leitura e até a próxima!!


Mangá em português:
Scans: My Otaku Way; Lethyzia Scans (capítulo 12, volume 3)
Ler online: Union Mangás

Manga en español:
Scan: C1V1 (completo - download); Senpai Manga (hasta el volumen 12)
Leer online: Batoto, TuMangaOnline (completo)

domingo, 25 de outubro de 2015

Suki de Tamaru ka! (Oneshot)

Fazia tempo que eu não tinha um fim de semana mais folgado... depois de Noragami, resolvi ler algo curto e leve e a escolha foi bem aleatória, nada do que estava na minha lista infinita de mangás para ler... a sugestão de hoje é uma oneshot da mangaká Akegami Takara.

Título: Suki de Tamaru ka!
Mangaká: Akegami Takara
Gênero: Romance, School Life, Shoujo
Publicação: Oneshot (2013)

Suki de Tamaru ka!, oneshot da coletânea Rinjin wa Chou, da mangaká Akegami Takara (2013)

Sinopse: Depois de anos sem falar com seu vizinho e antigo amigo de infância, Okada Takeru, Anri sonha com ele. No sonho, os dois se declaram e se beijam. Perturbada por ter tido um sonho tão incomum, Anri começa a se sentir estranha com relação a ele e várias situações acontecem para que seu mal estar só piore.

Essa oneshot faz parte do mangá Rinjin wa Chou, publicado em 2013, que é uma coletânea de oneshots. Suki de Tamaru ka! conta a história de Anri, uma garota super popular que por vergonha de ser vista com Takeru, começou a se afastar dele, a ponto de ignorá-lo de vez. Mas depois que ela sonha com ele e ambos se declarando um para o outro, ela começa a ficar perturbada. Mas o que será que esse sonho quer dizer?

A história é bem engraçada e leve. Por ser uma oneshot, algumas coisas acontecem bem rápidas, mas recomendo. Os traços da Akegami são bonitos e suas histórias têm um quê de agradáveis... Espero que vocês também gostem, pois eu achei uma graça! *----*


Oneshot em português:

sábado, 24 de outubro de 2015

Noragami (Anime)

Olá, amores do meu coração... como vocês estão? Espero que bem... porque eu tô morta... essa semana foi super corrida e tenho uma coisa pra contar pra vocês, vou tentar mestrado esse ano, então, me desejem sorte... E hoje, como é fim de semana e como eu já havia prometido, é dia de postar!! E o anime que trago hoje foi um que assisti recentemente e me pergunto por que passei tanto tempo sem saber que ele existia, porque eu devorei cada episódio avidamente em menos de dois dias - risos.

Título: ノラガミ/ Noragami
Mangaká: Adachi Toka
Gênero: Ação, Aventura, Comédia, Drama, Romance, Shounen, Sobrenatural
Publicação:
Mangá - 19 volumes (2010 - em andamento)
Anime - 12 episódios + 2 OVAs (2014)/ 2ª temporada - 13 episódios (2015)

Noragami, da mangaká Adachi Toka (2010 - em andamento)

Sinopse: Uma garota, aparentemente meiga e gentil, mas viciada em jogos de luta, acaba se envolvendo em um acidente de carro ao tentar salvar um garoto de ser atropelado. Ironia do destino ou não, quem acaba sofrendo o acidente no lugar do rapaz é a própria garota, que mais tarde acaba tendo que lidar com as consequências da sua ajuda inesperada.



Iki Hiyori é uma estudante da secundária e toda a sua vida muda quando ela salva Yatogami de um acidente de carro, mas o que ela nunca poderia imaginar é que Yato é, na verdade, um deus. Um dos deuses que vivem entre este reino e o outro, ou seja, ele é um dos oito milhões de deuses (isso me lembrou Hiiro no Kakera agora) existentes. Mesmo sem saber que Yato não morreria do acidente, Iki arrisca sua vida para salvá-lo e acaba se tornando uma hanyou (lembra do caso do Inuyasha, mesma coisa): meio-humana, meio youkai.



Por causa disso, ela gruda em Yato e por ele ser um deus que realiza desejos, ela pede que ele a cure. Mas Yato não faz a mínima ideia de como fazer isso. Ao longo da história, vão surgindo outros deuses e vários ayakashi sugadores das almas das pessoas. Noragami não é uma história de deuses e demônios, digamos assim, mas é uma história com bons desdobramentos e muito interessante.



Apesar de ser um deus, Yato não tem poderes sozinho, ele precisa de um shinki (regalia) para poder exercer seu poder. O shinki nada mais é do que a arma de um deus e que dependendo da especialidade desse deus, esse shinki pode trazer paz, caos ou muita destruição. No início do anime, Yato é abandonado pela sua shinki, Tomome (que mais tarde reaparece com o nome de Mayu e sendo uma das shinki do deus do conhecimento, Tenjin), mas depois de um tempo, ele encontra Yukine, seu novo tesouro sagrado.



Yukine era a alma inocente de um adolescente que já morrera. Estando perdido no meio do nada, ele é visto por Yato e transformado por este em um shinki. A relação entre os dois não é muito boa e Yukine vai se deixando levar pelas tentações mundanas. Muitas coisas acontecem ainda, antes de Yukine e Yato começarem a se dar bem.



Suspeitas sobre Yato ter matado um shinki (o shinki de Bishamon, deusa da guerra) e de ser implacavelmente perseguido por ela e o fato de ele ser um possível deus da calamidade fazem com que Yukine fique receoso de estar ao lado de Yato e faz com que Hiyori fique em dúvidas sobre o que pensar sobre ele.



Além de ser perseguido por Bishamon, Yato tem uma relação super estranha com Kofuku (uma deidade da pobreza que se faz passar por Ebisu, deus da sorte) que diz ser sua namorada. Além disso, mais estranho do que sua relação com Kofuku, é a sua relação com Nora.



Noras são shinki de vários deuses, que possuem vários nomes e que são capazes de fazer qualquer coisa. Por causa disso, são odiadas pela grande maioria dos deuses e shinki. As noras são seres traiçoeiros e ardilosos. Mas no passado, Nora foi uma shinki usada por Yato, por causa disso, ela o persegue até que ele a chame pelo seu antigo nome.



Não cheguei a ler o mangá, se tiver tempo, certamente lerei, mas do jeito que minha vida anda corrida, acho que isso vai ter que esperar um pouco, afinal, tenho inúmeras coisas pra ler e terminar de ler... E com a prova do mestrado chegando, não terei muito tempo para nada... então, super recomendo que vocês assistam a Noragami. Fazia tempo que eu não via um anime, menos ainda um anime tão bom que tenha me fisgado desde o primeiro episódio. Eu morria de rir com as caras e bocas do Yato, gente, nem sempre ser um deus, significa ser respeitado... O Yato era uma figura... só pela comédia já vale a pena assistir... Super recomendo: RECOMENDADÍSSIMO!! O anime tem ainda dois episódios OVAs e uma continuação, Noragami Aragoto, ainda em lançamento. No mais, é isso... Até a próxima, minna, se der amanhã tem postagem de novo... mas só se der. Kissu e até mais 




Mangá em português:
Download: Kokoro Nin-Nin; Kyodai Mangás
Ler online: Union Mangás

Anime legendado em português:
Download: Anbient; Animakai; Mansão dos Animes Fansub (MDAN)

Entenda porque os links foram removidos
 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design