domingo, 14 de setembro de 2014

Marriage, not Dating (K-Drama)

Resolvi assistir a algum k-drama de 2014 e fiquei em dúvida entre este e It's Okay, That's Love, no final acabei escolhendo esse pelo enredo e pelas imagens que pesquisei no Google e, de fato, não me arrependi. Marriage, not Dating é igual a vários dramas/doramas que nós já vimos, mas ao mesmo tempo consegue ser bem diferente... Amei, é impossível não surtar a cada episódio (risos). E agora estou acompanhando It's Okay, That's Love e senti que o conteúdo deste é bem mais maduro do que Marriage, not Dating, mas estou gostando, assim que terminar de assistir, posto sobre ele.


Marriage not Dating, drama coreano (2014)

Título: 연애 말고 결혼 / Yeonae Malgo Gyeolhon/ Marriage, not Dating (Casamento, não namoro ou Casamento sem namoro)
Direção: Song Hyun Wook
Roteiro: Joo Hwa Mi
Gênero: Comédia, Romance
Publicação: K-Drama - 16 episódios (2014)
Nota♥♥♥♥

Sinopse: Gong Ki Tae (Yun Woo Jin) não quer casar, mas sua família vive pressionando para que ele se case. Joo Jang Mi (Han Groo) tem sua proposta de casamento arruinada por Ki Tae e, além disso, perde seu pretendente, Lee Hoon Dong (Huh Jung Min), que desaparece sem dar notícias. Apostando que Jang Mi nunca será aceita por sua família, Ki Tae inventa uma grande mentira e faz com que Jang Mi seja apresentada a todos como sua futura esposa, no entanto parece que a moça está apaixonada por outra pessoa, e agora, como fingir estar noiva de Ki Tae gostando de Han Yeo Reum (Jung Jin Woon)?

Como disse antes, não me arrependi de ter assistido a esse drama. Marriage, not Dating é muito engraçado. Cada episódio já começava com uma cena que te deixava surtando logo de cara. Para algum desavisado de plantão, deixa eu explicar... Cada episódio começa numa cena clímax, mas você só vai saber por que isso aconteceu lá na frente e, como eu sou uma pessoa super ansiosa, cada episódio parecia tortura para mim... imagina aí ver um episódio tipo, Jang Mi fazendo a maior cena no ritual em homenagem ao avô falecido de Ki Tae e você louca querendo saber como aquilo aconteceu. Achei essa proposta do drama bastante interessante, mas se você for uma pessoa ansiosa como eu, irá ter vários momentos em que morrerá de ansiedade.

Eu varei madrugadas e mais madrugadas assistindo aos episódios e já faz até um tempinho que terminei de ver, mas como emendei logo com It's Okay, That's Love, a preguiça tomou conta de mim. Mas agora que criei coragem irei falar sobre o que gostei e o que não gostei em Marriage, not Dating.





A atriz Han Groo, que faz o papel de Jang Mi, tem apenas 22 anos, mas no drama ela é uma mulher que já tem 30 anos e uma vida sem muitas perspectivas. Apesar de trabalhar numa loja de departamentos e de ter "dinheiro" para se sustentar, Jang Mi não conseguiu se casar ainda (e ela sente falta disso) e, pior, para lhe incentivar ainda mais nessa busca, seus pais são um péssimo exemplo de casal "perfeito". Como não poderia deixar de comentar, a atriz escolhida para fazer o papel de Jang Mi não poderia ser outra. Cada situação que a Jang Mi passava que eu não consigo imaginar nenhuma outra atriz coreana fazendo esse papel. O drama já vale muito a pena só pela Han Groo. Ela casou perfeitamente com esse papel, porque ela é naturalmente engraçada e mais, a química entre ela e Woo Jin era muito boa. Os dois brigavam, mas não conseguiam ficar separados.

A mãe de Ki Tae também foi uma das melhores personagens do drama inteiro. A sua postura sempre inabalável e senhora de todas as coisas foi muito bem interpretada. A atuação super impecável da Kim Hae Sook, como Shin Bong Hyang (mãe de Ki Tae), também merece ser mencionada. Ela mais do que ninguém quer que seu filho se case, mas quando este apresenta Jang Mi como noiva, todos ficam chocados, principalmente ela. Entretanto, ela não poderia dar o braço a torcer e recusar a primeira garota que o filho levou para casa, quer dizer segunda, porque a primeira noiva de Ki Tae foi a Kang Se Ah (Han Sun Hwa), da qual falarei mais adiante. Sem poder dar o braço a torcer, mas também sem querer aceitar a suposta noiva, Bong Hyang irá fazer Jang Mi passar por vários maus bocados e, claro, Jang Mi também apronta várias das suas.





A relação das duas foi muito engraçada, uma mistura de amor e ódio com pitadas de muitas, mas muitas cenas de você morrer de rir. No início, Bong Hyang não confiava nada em Jang Mi, julgando-a ser mais uma interesseira no dinheiro da família. Por causa dessa sua desconfiança, ela pedia para a cunhada, Mi Jung (Park Hee Jin) vigiar tanto Ki Tae quanto Jang Mi. Mas vale salientar que Mi Jung ganhava dinheiro de Bong Hyang para manter suas investigações e traía a confiança da cunhada contando tudo para Ki Tae em troca de "benefícios".

No entanto, apesar de no início, dar aquela sensação de que a mãe de Ki Tae é muito má e desconfiada, tem uma boa explicação para isso. Bong Hyang guarda um triste segredo que quando Jang Mi descobre, tenta fazer de tudo para ajudar a "sogra" a superar. Mas Bong Hyang não quer ser amiga de Jang Mi, só que ao longo dos episódios, quem não acaba gostando da Jang Mi? A avó de Ki Tae, No Jeom Soon (Kim Young Ok), mesmo depois de descobrir que o casamento dos dois era "falso", fica torcendo para que os dois fiquem juntos, pois ela acredita piamente que Jang Mi é a mulher perfeita para o neto. (E ela tem super razão nisso...).




Jang Mi e Ki Tae se conhecem da forma mais inusitada possível. E, de certa forma, me deu pena da Jang Mi. Embora eu soubesse que o destino dela não era ficar com Hoon Dong, ter seu pedido de casamento arruinado é sempre triste. E foi assim que ela e Ki Tae se conheceram. Ki Tae arruinou sua "única" chance de casar. Após vários contratempos, inclusive o de ser acusada (e condenada) de stalker, Jang Mi acaba sendo envolvida nas mentiras de Ki Tae, mas no começo foi tudo para tentar se vingar de Hoon Dong. O que deu super certo, já que depois de sumir por dias, fugir de falar com a moça, o cara descobre estar apaixonado depois de conhecer a "nova" Jang Mi (meio que isso me lembrou outro drama que eu amei, Personal Taste). Além disso, apesar dos clichês, como a do casamento falso (Lie to Me), Marriage, not Dating conseguiu ser diferente de tudo que eu já vi.

Outra personagem que gostei bastante foi a melhor amiga de Jang Mi, Hyun Hee (Yoon So Hee). A garota consegue fisgar Hoon Dong e ainda consegue "amansar" a cobra da mãe dele, que vamos e convenhamos, a mulher era muito venenosa. Desde a cena em que ela humilhou a Jang Mi, já detestei ela. Hyun Hee trabalha com Jang Mi na loja de departamentos. Ela não faz o tipo invejosa, mas quando conhece Hoon Dong, vê nele sua possibilidade de sair daquela vida. Embora os seus métodos não tenham sido os mais dignos do mundo, Hyun Hee consegue laçar o coração de Hoon Dong e os dois até se casam.





Apesar da relação super amistosa de Ki Tae, Jang Mi e Yeo Reum, os ex-companheiros mais detestáveis do mundo fizeram parte desse drama. Apesar de Yeo Reum ter aquele sorriso devastador, não, eu não conseguia gostar dele. Apesar de ele ter aquele peitoral definido maravilhoso, não, eu não conseguia gostar dele. Além dele, tinha também a Se Ah. Que mulherzinha chata! Tinha episódio que ela parecia bem legal, mas o que era aquela proposta de exigir de Ki Tae um "presente"? A mulher era uma garota super egoísta e por causa disso, Ki Tae e ela desmancharam o noivado. Mas três anos depois ela volta e tchanran! o que é que acontece, ela vem e resolve interferir na vida de Ki Tae, porque ela precisava dar um basta naquela "farsa".





Ok, respire fundo.... a mulher simplesmente "acaba" com o envolvimento de Ki Tae e Jang Mi que se encaminhava para ser algo verdadeiro e uma coisa dessas acontece. Até a mãe do Ki Tae já estava gostando da Jang Mi... enfim... digamos que esse foi o episódio 12. O mais dramático e angustiante de todos, estou traumatizada com episódios de número 12... Odiei ainda mais o Yeo Reum nesse episódio. O cara foi o maior cretino. Mas no final, a Jang Mi perdoou o cara (o quê??!!! Como assim?!! Não se perdoa um cretino desses... mas... enfim...) e os dois, juntamente com Hyun Hee, abriram um restaurante (vamos chamar assim, ok? já que Jang Mi nunca se libertará do estigma de ser uma vendedora de bebidas e frango frito - risos).

Resumindo, a Se Ah percebeu que Ki Tae realmente estava apaixonado por Jang Mi e sua única carta na manga foi contar para Bong Hyang que o noivado dos dois era uma farsa. Yeo Reum percebeu que Jang Mi também estava apaixonada por Ki Tae e ao ver a mãe do rival, não mede esforços em fazer parecer para ela que Jang Mi e ele têm um caso. O que vira uma grande confusão e até os pais de Jang Mi, So Nyeo (Lim Ye Jin) e Gyung Pyo (Park Jun Gyu) entram numa grande crise e se divorciam de vez. (Mas vale salientar que a mãe de Jang Mi acreditava piamente que o casamento dos pais de Ki Tae era ótimo, mas o dela mesmo com as eternas brigas com Gyung Pyo era mais verdadeiro do que o de Bong Hyang e Gong Soo Hwan - Kim Kap Soo).




Falando ainda um pouco mais sobre os personagens, o pai do Ki Tae, Soo Hwan era o pior de todos. Não por ser um cara ruim, mas por ser mau caráter. O que ele fez e fazia com a Bong Hyang era o fim da picada! Mas ele fazia tudo isso em nome de subir na carreira. E claro, indiretamente fazia Bong Hyang ser a vilã da história, sempre manobrando as relações de Ki Tae para reatar o relacionamento com Se Ah. Nem a mãe e a irmã aguentavam mais o cara e ele não se tocava. Era um completo mala! Mudando um pouco o foco e falando de casamentos, os pais de Jang Mi viviam brigando e So Nyeo se sentia mal por acreditar que Bong Hyang era a esposa mais feliz do mundo por ter um marido tão carinhoso quanto Soo Hwan. Coitada, Gyung Pyo perto de Soo Hwan que era um cavalheiro. Mas como disse no parágrafo anterior, após a descoberta do falso noivado, tanto os pais de Jang Mi quanto os de Ki Tae nem querem mais ouvir falar dessa história. (Só a vó e a tia de Ki Tae que torciam pelos dois). Sobretudo, os pais de Jang Mi que acabam se divorciando.




No mais, espero não ter esquecido nenhum detalhe que planejei comentar (essa coisa de planejar o que dizer nem sempre dá certo). Amei demais esse drama. Pelos personagens (bons ou maus), pela história em si e mais ainda pelo final. O último episódio foi muito bom. Quero dizer, satisfatório. Não poderia ser diferente vindo de Jang Mi e Ki Tae.

Também gostei da forma como a Han Groo interpretou a Jang Mi, sempre sincera, honesta e arretada (risos). Tinha episódio que a Jang Mi era uma baita de uma atrevida, mas eu gostei disso. Personagens sofredoras dão no saco, não é não? Além disso, não menos importante, o Ki Tae era um personagem muito engraçado também. Apesar de orgulhoso e arrogante, ele tinha seus momentos de modéstia e humildade. Dois personagens totalmente diferentes que deram super certo juntos e a química dos atores também foi ótima. E os beijos? Minna... o que era aquilo? Super shippei esse casal...









Minna, vocês precisam assistir... deixar de ver um drama como Marriage, not Dating é perder um dos melhores dramas de 2014 com uma das melhores trilhas sonoras também. Além disso, os episódios foram muito bem gravados... Muitas risadas (o que foi aquele episódio da tempestade?), um pouco de angústia (o que foi aquele episódio 12?), mas afinal, é tudo isso o que a gente sente quando começa a gostar de um personagem, você não consegue deixar de torcer e de esperar que ele se dê bem no final...

Gomen ne por aqueles que eu provavelmente possa ter acabado com a surpresa de algumas coisas do drama, mas quando a gente gosta demais de algo é meio impossível não soltar alguns spoilers, mais uma vez, gomen ne... E para terminar essa postagem, que estou morrendo de dor nas costas... Mais do que recomendo: recomendadíssimo!!




K-Drama legendado em português:
Fansub: Dorama Online; Siwon Fansubs (necessitam cadastro)
Ver online: Viki

Entenda porque os links foram removidos

0 comentários:

Postar um comentário

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design