segunda-feira, 18 de maio de 2015

Diary ng Panget (Pinoy)

Finalmente assisti ao filme filipino mais badalado dos últimos tempos... Diary ng Panget! Apesar de muita gente ouvir falar sobre ele, eu ainda não tinha assistido e me dei ao luxo de ver esses dias... gostei muito. Sabe aqueles clichês de filmes de sessão da tarde? Por mais que seja algo batido, ainda é muito gostosinho assistir a histórias fofinhas e ridículas ao mesmo tempo - risos.

Título: Diary ng Panget/ Diary of an Ugly
Direção: Andoy Ranay
Roteiro: Denny R.
Gênero: Comédia, Romance
Publicação: F-Movie (2014)
Nota♥♥♥

Diary ng Panget, filme filipino (2014)

Sinopse: Diary ng Panget é baseado na webtoon de mesmo nome da escritora teen, Denny R. O diário de uma feia, possível tradução do título do filme, conta a história de Reah "Eya" Rodriguez (Nadine Lustre). Eya é uma menina órfã que mora com a tia, mas ela sabe que tem que se livrar dessa tia chata e "opressora". Nesse ínterim, ela acaba aceitando o emprego de "babá", digamos assim, do playboy mais encrenqueiro da escola, Cross Sandford (James Reid). Apesar dos trancos e barrancos, será possível que a Eya conseguirá amansar essa fera?



Sinceramente, queria ler a história original. Mas tá difícil encontrá-la online. Se alguém souber onde, please, manda o link para mim nos comentários. Queria ler mais, sobretudo, para saber se também tem as cenas ridículas nas quais a Eya me fez passar muita vergonha alheia. Comassim ela solta um pum no restaurante na frente de um carinha lindo?! E ela ainda limpa catota do nariz, mds... queria muito ter certeza que no livro não tem isso, mas também tenho medo de descobrir que na história da Denny R. tenha coisa bem pior... risos. A seguir uma foto da Denny R., que aos 19 anos já lançava seu primeiro sucesso teen nas Filipinas.




Sobre a Eya... o que dizer sobre ela? Que de certa forma, é uma personagem forte. Sim, bastante... Mesmo sendo órfã e tendo que aturar uma tia chata e mandona, em nenhum momento ela aparece triste ou abatida. Não lembro de ver nenhuma cena da Eya chorando ou se lamentando da vida que tem. Muito pelo contrário, ela consegue ser bastante otimista e mais, super desenrolada, não esmorece por nada. Só que eu não conseguia entender porque cargas d'água ela não cuidava daquelas espinhas? Gente, eu sei que espinhas nascem contra a nossa vontade e tals, mas sequer se importar com o fato de elas estarem lá, é meio demais... ainda bem que o Chad (Andre Paras) juntamente com a ajuda da Lory (Yassi Pressman) conseguem fazê-la tratar aquelas espinhas horrorosas.




Cross Sandford... o típico playboy, mimado e encrenqueiro. Tão filme da sessão da tarde. O cara encrenqueiro conhece a garota legal e é mudado por ela. Exemplos de filmes assim: Um amor pra recordar; Seu amor, meu destino... enfim... uma infinidade de vários outros com essa mesma temática, a diferença é que não tem nenhuma mocinha morrendo de câncer... ufa! - risos.


Tem como resistir a esse rostinho??

Mas voltando ao Cross... um gatinho e desde o começo não tinha como não shippar esse casal perfeito: JaDine... parceria tão perfeita que fizeram outro filme com os dois, Talk back and You're Dead (que assisti ontem e quase tive um troço de indignação), mas ele tem uma continuação Never Talk Back to a Gangster (que eu espero sinceramente que explique o que foi aquele final intragável)... e mais, já tem outro filme com o casal programado para esse ano, se não me engano, Para Sa Hopeless Romantic (que já estou louca para ver, vou até postar o trailer para vocês sentirem vontade também).




Mas voltando ao filme... Apesar de ser óbvio o fato de Eya e Cross ficarem juntos... tem muita lentidão no meio do caminho. Vale salientar que não tem muito drama e nem grandes reviravoltas ao longo do filme. É uma narrativa simples, sem fortes emoções, mas bastante eficiente para a finalidade a que se propõe. É uma pura e simples comédia romântica, sem tirar nem pôr. Mas confesso que mesmo sem grandes reviravoltas, não dava pra entender por quem a Eya estava apaixonada. Ora parecia que era pelo Cross, ora que era pelo Chad que era apaixonado pela Lory que já era apaixonada pelo Cross... ufa!




Enfim... a Eya só vai mesmo se decidir, depois do baile da escola, quando dança com um mascarado misterioso que declara seu amor por ela e que engraçado, ele vai embora antes de a festa acabar e esquece um dos sapatos que estava usando... Cinderelo, é você? mais surreal ainda é a Eya fazer uma busca por esse Cinderelo e descobrir que ele tinha lido o seu diário...




Mas em se tratando de Eya e Cross... pode-se esperar tudo. Depois de tanto ódio, tinha que sobrar um momento para que o amor surgisse entre eles.... Depois das brigas, da recepção super grosseira por parte do Cross ao saber que ela seria sua "babá" até a guerra de vassouras... quem viu o filme contava os segundos para eles se acertarem logo!! Mas também, olha que trabalho difícil a Eya tinha que aguentar? <3











Para encerrar a postagem e não passar batido, preciso falar do casal secundário. O Chad é um fofo, mas seu plano de conquistar Lory não dá certo. Para ajudá-lo nessa empreitada, ele faz de Eya sua amiga, mas que péssima escolha, parece que as coisas só pioram com a ajuda dela. Lory se torna amiga de Eya quando tenta defendê-la das outras garotas, pois Cross, para infernizar a vida da sua babá, inventa para a escola inteira que eles estão namorando. No entanto, apesar de alguns perrengues, a declaração que o Chad faz para a Lory é de fazer derreter seu coração... muito amor!!




Lory ajuda Eya a ficar mais bonita, digamos assim... mas ver que ao longo do filme ela vai tratando aquelas espinhas horrorosas, já foi um avanço e tanto. Ao longo da trama, ela e Cross vão convivendo mais tempo juntos. E que coisa mais sem noção foi aquela de assustar o rapaz com história de fantasmas?




Mas de qualquer forma, o filme é uma graça, super bobinho, mas bem divertido... se você quer algo leve e sem muita enrolação, super recomendo. Até a próxima, minna, ja ne!!





Depois de pisar feio na bola, Cross tenta se desculpar com Eya... mas não dá pra confiar num delinquente marrento, não é mesmo? (risos).




E para finalizar essa postagem, deixo para vocês uma das cenas mais fofas do filme inteiro... não tem como não shippar esse casal... é muito amor... *---*



F-Movie legendado em português:
Fansub: Mahal Dramas Fansub, antigo SVED
Ver online: Dopeka

Entenda porque os links foram removidos

2 comentários:

  1. Adoro esse filme <3 <3
    Foi procurando o livro que achei essa resenha haha
    Quero muito mas não acho em lugar nenhum!
    seu blog é muito fofo!
    Bjs

    Mundo Secreto da Lia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada, Lia... Esse filme é muito legal, acho super fofo.

      Bjs

      Excluir

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design