sábado, 16 de novembro de 2013

Enciclopédia Animangá - Kodomo, Shoujo, Shounen, Josei e Seinen

Konbanwaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.... meus chibis lindos >//<

お元気ですか? (Genki desu ka?)

Saudando vocês à la Hachiko ^_^

Ainnnn.... saudades de vocês!! Mas vamos lá, né? Ando bastante ocupada, chibis... Essa vida de universitária e escrava do capitalismo estão me deixando sem tempo... então, para não deixar o blog paradão enquanto termino de ver o anime de Red Garden, porque o mangá eu já li \\o, resolvi postar sobre algo bem interessante, uma espécie de post sobre termos que às vezes a gente não sabe o que é, mas agora passará a saber =D

Os mangás e animes aos quais estamos acostumados a ler ou a assistir são classificados em várias categorias, muitas vezes não entendemos o porquê dessas classificações, mas mesmo assim lemos e assistimos sem preocupações quanto a isso, não é verdade? Mas hoje, quem não sabe sobre isso, pode ter a chance de ficar sabendo agora >_<

Hamtaro (2000-2006)
Um dos gêneros mais conhecidos por nós são os shounens, devido a sua grande popularidade e aceitação entre os jovens e pelo mercado editorial (óbvio!!), mas apenas por questões didáticas, iniciarei pela dita "primeira" categoria de mangás/animes para o primeiro tipo de público alvo.

Kodomo: literalmente, kodomo (子ども) significa criança. Os kodomomuke manga e os kodomomuke anime (como também são chamados no Japão) são histórias voltadas para um público mais infantil. Os kodomos contam histórias simplificadas evitando sequências muito duradouras das quais crianças menores não consigam acompanhar. Os roteiros costumam ser simples e ilustrativos, ou seja, os personagens são bem caricaturais de forma que a criança possa perceber os objetivos de cada personagem. Como exemplos de kodomo, podemos citar Dinossauro Rei, Doraemon, Hamtaro, Monster Rancher, Pokémon, etc.

Sailor Moon (1991-1997)
Shoujo: assim como kodomo significa, literalmente, criança, shoujo (少女) significa garota. O primeiro mangá desse gênero foi A princesa e o cavaleiro, do mangaká Osamu Tezuka-sensei. Os shoujos contam histórias que envolvem romances e comédias românticas, entretanto, nem só de amor vivem as garotas de 15 anos, os shoujos também podem trazer enredos históricos, de terror, fantasia e ficção científica (ou também mecha, como Guerreiras Mágicas, por exemplo), por exemplo. O público alvo desse gênero são adolescentes até os 18 anos, mas não que isso impeça que pessoas do sexo masculino e de outra faixa etária leiam essas histórias (o que é o meu caso, porque eu tenho mais de 18 anos - risos). Os shoujos não eram um gênero comum no Japão, inclusive, nem é tanto assim aqui no Brasil. Além disso, não existia um direcionamento para o público adolescente feminino, o que, para a nossa alegria e graças a Kami-sama, veio mudar com Osamu Tezuka!! Os shoujos mais famosos entre nós são: Sailor Moon (que eu amoooooooooooooo!! >//<), Guerreiras Mágicas de RayearthKimi ni Todoke, Vampire Knight, Marmalade Boy, Aishiteruze BabySakura Card Captors, Kobato, Lovely ComplexBokura ga ItaSukitte ii na yoKareshi Kanoujo no Jijou (ou simplesmente, Kare Kano), etc.

Ao no Exorcist (2009 - em andamento)
Shounen: correspondente masculino do shoujo, shounen (少年) significa garoto. Nesse tipo de gênero, são trazidos enredos mais complexos do que os kodomos que tratam de humor e cenas de ação, além de superação de desafios, competição e conquista pela vitória que deve ser conquistada com muito sacrifício (quem já assistiu a CDZ vai entender o que eu estou dizendo - risos). Nesse estilo, não são desenvolvidas histórias de romance entre os personagens, ou seja, esses romances não são o foco do mangá/anime, geralmente, a amizade entre os personagens é o elo mais forte entre eles. Geralmente, os shounens visam rapazes até 18 anos, mas é óbvio que ler shonens é para todo mundo! Os exemplos mais comuns de shounens são Video Girl Ai, Yu Yu Hakusho, Drangonball, Cavaleiros do Zodíaco, Naruto, Shurato, Bucky, Tenchi Muyo!, Shaman King, Ao no Exorcist, Rosario Vampire, InuYasha, etc.

Os gêneros que comentarei a seguir fogem da esfera da fantasia, ou seja, eles irão focar no cotidiano, nos acontecimentos da vida madura ou tratar de problemas mais complexos, como incesto, aborto, estupro, etc. Por esse motivo, esses gêneros são voltados para o público adulto em geral. Os mangás voltados para o público feminino adulto são chamados de Josei e os voltados para o público masculino adulto Seinen.

Nana (2000 - em andamento)
Josei: o gênero josei (女性), que significa mulher em japonês, pode ser considerado como uma espécie de amadurecimento do shoujo. As histórias costumam ter personagens preocupadas com dilemas da vida adulta, como casamento, trabalho, adultério etc que são representados de forma bastante realista e/ou dramática. Diferentemente do shoujo, o josei é um gênero sem restrições, ou seja, em suas histórias, podem aparecer cenas de sexo explícito, sadomasoquismo, traição e homossexualidade (chamado de yuri), sendo este último considerado  pelos japoneses como um enredo romântico, pois o amor entre duas pessoas do mesmo sexo é tido como um amor proibido. O josei mais vendido no mundo é Nana, de Ai Yazawa, o que muita gente ainda confunde com shoujo por ele ser editado numa revista que publica shoujo, a Cookie. Nana é o segundo mangá mais vendido no mundo e eu tenho ele completo \\oooooooooo!! Além de Nana, como exemplos de Josei temos Spicy Pink, Moonlight Flowers (que trata de homossexualidade), Honey and Clover, Gokusen, Papa to Kiss in the Dark, Paradise Kiss, Pet Shop of Horrors, Nodame Contabile, etc.

Papa no Iukoto wo Kikinasai (2011)
Seinen: assim como o josei, o seinen (青年 - homem jovem, em japonês) se difere do shounen por tratar de temas mais maduros, ou seja, o seinen seria um amadurecimento do shounen, um exemplo disso, é Cavaleiros do Zodíaco, que tem uma continuação numa versão para jovens adultos com mais de 20 anos. Assim como o josei, o seinen pode trazer cenas de sexo explícito sem que isso seja tratado como pornografia, exemplo disso é Love Junkies (que para mim é hentai). Além disso, as histórias giram em torno de homens entre 20 a 40 anos que passam por dilemas comuns a essas fases da vida, como carreira, um bom emprego, uma vaga na universidade, um cargo político etc, porém isso não é regra, há seinens que trazem personagens adolescentes em suas narrativas, mas que passam por situações muito complexas para a sua idade, como é o caso de Bitter Virgin, da mangaká Kei Kusunoki . Mais exemplos de seinen que podemos citar são Koi Kaze, Papa no Iukoto wo Kikinasai, Shura Yukihime, Anne Freaks, Yosuga no Sora, Love HinaGantzOldboyHokuto no KenNa Prisão, etc.

O gênero Gekigá também é voltado para um público adulto, sobretudo, masculino. Mas ele é assunto para uma outra postagem, assim como os subgêneros, que são bastante numerosos... Então, minna... a gente fica por aqui... Indo dormir que a minha caminha clama por mim...

Oyasuminasaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!! ooooooooooo//

0 comentários:

Postar um comentário

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design