sábado, 11 de janeiro de 2014

Aishiteruze Baby

Yoooo, Minnaaaaaaaaaa!!!

Olha eu aqui de novo e hoje eu vou falar sobre Aishiteruze Baby.

O motivo pelo qual eu comecei a ler Aishiteruze Baby foi uma tentativa de dar mais uma chance para a mangaká Maki Youko. Uns dias atrás eu postei sobre um oneshot dela que li numa madrugada ociosa: For Us who Begin to Love. Eu pensei, às vezes, o onehot não dá uma visão ampla do estilo do mangaká e nem diz muito sobre o gênero que ele gosta ou se ele realmente é bom nisso. Então, resolvi ler o mangá mais conhecido da Maki. E ainda não sei bem dizer uma opinião concreta sobre os shoujos dela.

Aishiteruze baby, da mangaká Maki Youko (2002-2004)

Título: 愛してるぜベイベ★★/ Aishiteruze Baby/ I Love You, Baby
Mangaká: Maki Youko
Gênero: Comédia, Drama, Romance, School Life, Shoujo
Outros Títulos: For Us who Begin to Love (2007)
Publicação:
Mangá - 7 volumes (2002)/ Licenciado pela Panini Comics
Anime - 26 episódios (2004)

Eu adoro shoujos, não os clichês. Acho enfadonhos por subestimarem minha capacidade de ir além. Gosto de shoujos que tenham temas mais delicados, que tragam um diferencial. E quando penso em tramas e dramas conflituosos, estou falando de shoujos como Bokura ga Ita (Yuuki Obata - 2002), por exemplo.

Sinopse: Kippei Katakura é um playboyzinho que não faz nenhuma outra coisa da vida a não ser dar em cima de todas as garotas da escola. Mas uma dia sua vida muda completamente quando se vê obrigado a tomar conta de sua priminha de 5 anos, Yuzuyu Sakashita, que foi abandonada pela mãe em sua casa.

Yuzuyu Sakashita, 5 anos.
Quando pesquisei informações sobre o mangá na Wikipédia achei que poderia me surpreender. Entretanto, após ler todos os 7 volumes, não me surpreendi e vou dizer algumas coisas de que não gostei: 1º- Kokoro Tokunaga é uma colega de sala de Kippei. Ela é apaixonada por ele, mas não gosta do tipo de coisa que ele faz com as garotas. Mas aceita namorar com ele, porém, no mangá não tem muitas cenas desenvolvidas deles, pelo menos, não até o final do volume 4. Ela só vai aparecer na casa da família Katakura no volume 5, e apenas no final do volume e além disso, nem parece que eles namoram; 2º- Fiquei um tempão pensando sobre quem a história do mangá falava: se era da vida do Kippei ou da Yuzuyu? Isso não ficou muito claro para mim; 3º- Não entendi a razão e nem o motivo das irmãs Ooga terem aparecido na história, tudo bem que apareceu a Maki, ela era prima da Yuzuyu, mas e as irmãs Ooga? Fiquei boiando... pois elas aparecem depois desaparecem, um grande mistério; 4º- A Yuzuyu não me cativou e eu não gostei de terem mudado a cor do cabelo dela no anime; 5º- O final do mangá, para mim, pareceu ter sido às pressas, um final relâmpago, como se a mangaká já tivesse cumprido o número máximo de páginas e como viu que não tinha mais páginas, teve que dar um final qualquer (e digo mais uma vez, eu não gostei daquele final).

Sério, minna... Quando fico decepcionada com algo, é angustiante não conseguir expressar o tamanho da minha revolta. Por que o mangá é classificado no gênero romance se nenhum romance é desenvolvido na trama? O namoro de Kokoro e de Kippei nem parece que existe. Ao longo dos volumes, Maki Youko escreveu duas páginas falando sobre ela e da grande oportunidade de ver um mangá seu ter continuação. Sinceramente, eu não teria dado oportunidade nenhuma ¬¬

Para ler, clique para ampliar.

Ok, tentando ser o menos ácida possível... Fiquei aguardando emoções ao longo dos capítulos. Pensei, calma, a qualquer momento vai acontecer algo legal entre a Kokoro e o Kippei e ele vai amadurecer junto com ela. Não. Isso não acontece, exceto pela cena na qual... E lá vem spoiler, então, para ler, selecione, eles perdem a virgindade, ou a Kokoro perde, sei lá, ficou confuso e quando ela acha que está grávida, mas o Kippei é super desligado e a Kokoro é super compreensiva, mas se fosse eu, eu não aguentaria algo assim não.


Talvez tenha me decepcionado por criar expectativas demais, pois eu pensei, ah! vai ser um mangá bem legal! Só que não. Kippei cuida de uma menina de 5 anos que foi "abandonada" pela mãe. Ele se apaixona por Kokoro-chan, mas não namoram, ele sempre a troca por outras coisas, que poderia chamá-la para ir junto, enfim... Não entendo a lógica desses mangakás, mas enfim... minha opinião particular é que não me surpreendi, aliás, não gostei. E nem do anime. Comecei a assistir, mas não gostei, porque no anime a Yuzuyu quer se casar com o Kippei quando crescer e em nenhum momento no mangá Yuzuyu quer isso. Mas sempre tem aquela pessoa genial que adora mudar as coisas e desagradar os fãs de verdade. Mesmo não sendo fã de Aishiteruze Baby, não gosto quando mudam algum elemento importante da história. E esse é um, afinal, Yuzuyu ama Kippei, mas como seu onii-chan (irmão mais velho) e não como um possível marido que ela terá no futuro. >:-(

É óbvio que o mangá trata de diversos temas, mas eles não são bem desenvolvidos na história. Pelo menos foi o que eu senti. Então, como é apenas a minha opinião, e quem quiser tirar a prova dos 9 e ter a sua própria opinião, eu mais do recomendo que cada pessoa tire sua conclusão. Eu não gostei, mas recomendo, porque alguém pode achar o máximo, como essa leitora aqui e esta aqui também. Talvez eu seja muito exigente... Acho que já deu para perceber isso, que quando caio de amores eu sou insuportável, chega a baba cai da boca, mas quando odeio, é o veneno que escorre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....

Mas para os fãs de Aishiteruze que lerem esse post, gomen ne... Essa opinião é apenas a minha. E para que vocês não fiquem descontentes, vou deixar algumas imagens para vocês sentirem a fofura da Yuzuyu (embora eu não tenha encontrado em lugar algum hahahahahaha) e para matarem a saudade dos demais personagens...



Mangá em Português - Sem Links
Licenciado pela Panini Comics

Anime legendado em português:
Famsub: Anime House
Ver online: Animeq; Anitube, Extremo Online BR

Entenda porque os links foram removidos

0 comentários:

Postar um comentário

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design