segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Hapi Mari (Mangá)

E a primeira postagem de 2015 é sobre uma das histórias josei mais badaladas de Enjouji Maki. Tenho muitos mangás/animes/doramas pendentes, então resolvi que nessas férias vou concluir tudo o que tenho para ler/assistir. E para começar 2015 muito bem, vou falar sobre o que achei dessa história tão divertida e cativante.

Título: はぴまり ~Happy Marriage!?~/ Hapi Mari
Mangaká: Enjouji Maki
Gênero: Comédia, Cotidiano, Drama, Josei, Romance, Smut
Outros Títulos: Atashi wa Sore wo Gaman Dekinai (2004); Tsuiteru Kanojo (2004)
Publicação: Mangá - 10 volumes (2009-2012)

Hapi Mari, da mangaká Enjouji Maki (2009-2012)

Este mangá possui conteúdo adulto e cenas inadequadas para menores de 18 anos!

Sinopse: Takanashi Chiwa trabalha feito uma condenada para tentar pagar as dívidas do pai. Para isso, trabalha numa grande empresa durante o dia e à noite, é anfitriã num clube de anfitriãs. No entanto, um antigo conhecido de sua avó, Yuuko, a encontra e a faz casar-se com o seu neto, o atual presidente da empresa onde Chiwa trabalha durante o dia. Será que esse casamento arranjado tem alguma chance de dar certo?

No início, quando comecei a ler Hapi Mari, fui percebendo algumas semelhanças com outra série josei bem conhecida, da mangaká Yoshihara Yuki, lançada em 2006, Chou yo, Hana yo. Não estou dizendo que foi plágio, no início me lembrou muito a história da Yuki, mas ufa!, foi apenas impressão minha... A história da Enjouji Maki vai tomando outros caminhos e se distancia anos-luz da história de Yoshihara-senpai (que também é um ótimo josei, estou quase terminando de lê-lo).




Mamiya Hokuto é um filho ilegítimo do irmão mais novo da família Mamiya. Apesar do grande segredo que circunda a morte de sua mãe, Miura Youko, e da própria ligação de Hokuto com o pai, Seiji, ninguém aceita qualquer possibilidade de ele fazer parte da família. Mesmo assim, Hokuto é presidente de uma das empresas do grupo Mamiya e, mais ainda, consegue ser um ótimo gestor. Apenas ele e o primo Satoru são suficientemente capazes de tocar em frente os negócios da família.

Hokuto é um homem obstinado e, para conseguir alcançar seus objetivos, aceita casar com Chiwa. O casamento arranjado veio para salvar o pai de nossa heroína das mãos dos mafiosos, mas ainda assim, o pai de Chiwa não bate bem da cabeça. Hokuto e Chiwa se casam e acabam tendo que ir morar juntos, afinal, o avô de Hokuto havia prometido que ele continuaria sendo o presidente da empresa se se casasse com a neta de seu grande amor da juventude, Yuuko.




Hokuto é o típico homem mais velho que inicia a inocente e inexperiente Chiwa no mundo das paixões da carne. Além disso, Hokuto é uma espécie de sádico que adora explorar todos os desejos de sua esposa. Vale salientar que no início, os dois são estranhos que dividem a mesma casa e muitas coisas acontecem para que eles finalmente passem a viver como marido e mulher e dividam a mesma cama.

Alguns personagens surgem ao longo desses 10 volumes, incluindo uma ex ressentida com o fato de Hokuto estar casado e, aparentemente, estar amando a atual esposa, Shitara Misaki, que é capaz até de pagar para que pessoas persigam Chiwa e lhe "deem um susto". Típico de vilã mocreia. Ah, um ponto interessante dessa história, é que mesmo Hokuto fazendo parte de uma família extremamente tradicional, digamos assim, tanto que a esposa de Satoru, Saori, passa a se dedicar apenas a cuidar da casa e do futuro filho do casal, Chiwa continua trabalhando e, inclusive, deixa de trabalhar na empresa do marido para ser subordinada de seus antigos senpais da faculdade, Sakuraba Shingo e Asahina Kaname, com quem Chiwa namorou quando era caloura.




Mais personagens interessantes que posso citar são Souma Taeko, a secretária braço-direito de Hokuto. Souma aparenta ter vinte e poucos anos, mas na verdade ela tem 55. Ela é super prestativa e acaba se tornando uma grande aliada de Chiwa. Gostei muito dessa personagem. Além dela, temos Katagiri-senpai, que apesar de Chiwa odiá-lo gratuitamente, ele é o (único) melhor amigo de Hokuto. Digamos que Katagiri-senpai não inspira tanta confiança, mas a Chiwa simplesmente não gosta dele. Yagami Yuu é amigo de Chiwa. No início, ele está apaixonado por ela, mas no final, a relação dos dois acaba sendo bem engraçada.

Hapi Mari é um josei que tem seus clichês, como todo josei, claro... Mas ele consegue se superar em alguns pontos, como o fato de Chiwa trabalhar e de manter sua independência, como o segredo sobre a ligação de Hokuto com os Mamiya, a super reviravolta e a descoberta do verdadeiro mandante da morte de Youko, que ao tentar proteger o filho acaba morrendo em seu lugar e, sobretudo, as cenas perfeitas entre Hokuto e Chiwa.




Há muita cena de beijo, há muitas cenas calientes... Tem smut pra dar e vender. Confesso que no início, achei que a história ia enrolar bastante para que eles finalmente tivessem sua primeira noite de casados, mas não... Ufa!, ainda bem... risos. Hokuto e Chiwa combinam muito! Vale super a pena conferir essa história. Super recomendo: RECOMENDADÍSSIMO!!

E até a próxima postagem, minna... Ja ne!!

****** Contém cenas inadequadas para menores de 18 anos!! ******




Mangá em português:
Scans: My Otaku Way; Redisu
Ler online: Union Mangás

0 comentários:

Postar um comentário

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design