segunda-feira, 7 de julho de 2014

Heartstrings (K-Drama)

Minna, estou na minha fase dorameira, no momento, estou com um arsenal de dramas e doramas para assistir no pc. Agora o que eu preciso é de tempo para ver todos... Heartstrings ou You've Fallen for Me, que é o título pelo qual eu conheci esse drama coreano primeiro, é uma mistura de comédia, musical e romance, muito romance, só fiquei meio triste porque as cenas de beijo são um tanto quanto estáticas... Mais a frente eu explicarei isso melhor.

Título: 넌 내게 반했어/ Neon Naege Banhaesseo/ Heartstrings/ You've Fallen for Me
Direção: Pyo Min Soo, Lee Min Cheol
Roteiro: Lee Myung Sook
Gênero: Comédia, Musical, Romance, School Life
Publicação: K-Drama - 15 episódios (2011)
Nota♥♥♥

Heartstrings, drama coreano (2011)

Sinopse: Lee Kyu Won (Park Shin Hye) é uma jovem instrumentista, que desde cedo, incentivada por seu avô Dong Jin, toca o gayageum (instrumento de música tradicional coreana). Por ter sido um cantor muito famoso, seu avô não permite que ela tenha contato com música ocidental e exige que ela se dedique inteiramente à prática do gayageum. Mas como é impossível permanecer alheio às coisas do mundo, Kyu Won acaba conhecendo Lee Shin (Jung Yong Hwa), vocalista e guitarrista de uma banda de rock, The Stupid, que acaba mostrando para ela que a música pode ser mais do que a música tradicional coreana e não só isso, após a chegada do famoso diretor da Broadway, Kim Seok Hyun (Song Chang Ui), o mundo dos musicais passa a se tornar uma constante em sua vida.

Kyu Won e Lee Shin na competição que decidiria quem seria "escravo" do outro por um mês caso um deles perdesse.

Nem sei por onde começar a falar... Mas vou começar falando os motivos que me levaram a assistir esse drama. Primeiro, eu baixei todos os episódios porque amei as imagens do drama no google imagens. E segundo e, não menos importante, por causa da Park Shin Hye... ela é uma fofa! E interpreta muito bem, sem mencionar que nas cenas em que a Kyu Won chora, as lágrimas não parecem falsas... E nós sabemos que choros espontâneos às vezes são raros em dramas, a exemplo de Personal Taste, que os atores espremem, espremem os olhos e não sai nada.

Park Shin Hye e jung Yong Hwa super lindos juntos!! *o*

A terceira coisa que não me fez desistir, foi o ator Lee Hyun Jin no papel do ator problemático Hyun Ki Young. Mas lá na frente, há a recompensa: ele aparece sem camisa e ui!, que gato! Além de lindo e de ter um sorriso super tímido, Lee Hyun Jin canta super bem. Só é uma pena que ele não aparece tanto no drama e nas poucas cenas em que aparece ele não tem muita expressividade na trama, tanto que nos capítulos finais, após a apresentação do musical, ele desaparece.

Sorrindo assim você me faz derreter... >_<

Ki Young sem camisa no ensaio do musical para os patrocinadores verem... Será que é ele mesmo ou é um dublê? Enfim... espero que seja ele \\o

Outra coisa que me fez não desistir do drama, foi o Jung Yong Hwa, ele e a Park Shin Hye faziam um par muito lindo!! Amei os dois... embora no início demorasse muito para o Shin se desencantar da professora Jung Yoon Soo (So Yi Hyun)... E ele ainda era muito chato com a Kyu Won. Sem contar que quando, finalmente, ele percebeu estar apaixonado pela Kyu Won, muitas garotas criaram campanha contra o namoro deles. Uma delas era a Sa Rang e as suas duas amigas. Elas encenaram muito bem o papel das garotas invejosas, enjoadas e espalhafatosas... Mas no final, elas acabaram me cativando... Mesmo sendo tão irritantes...



E uma das coisas que também foram bem legais, foi a Sa Rang (infelizmente, não consegui encontrar o nome da atriz em lugar nenhum) ter conseguido conquistar o coração do Lee Soo Myung (Jang Seo Won). O rapaz se faz de impenetrável, a esnoba desde o início, mas mesmo assim, é fisgado pelo jeito sem noção da moça, que depois de um ano, muda drasticamente. Mas talvez tenha sido o sacrifício que ela fez para poder fazer parte do musical do centenário da universidade, doando todo o dinheiro que juntara para a cirurgia que faria no nariz.

Será que eles viraram os donos da Catharsis? Não fica claro isso, mas parece.

Além do trio de amigas, mais personagens engraçados rechearam o drama. Que na verdade quase não tem drama, é uma história leve, com algumas confusões clássicas de adolescentes, mas bastante simples. Quase uma malhação da vida, mas bem melhor, forever!! O lugar de encontro da galera é o Catharsis, bar gerenciado por Goo Jung Eun (Jung Kyung Ho), antigo amigo de Kim Seok Hyun. E além disso, é o local onde a banda de Lee Shin toca todas as noites. Também foi no Catharsis que o The Stupid e a Windflowers, banda de música tradicional de Kyu Won e Cha Bo Woon (Im Se Mi), deveriam ter tocado juntas uma vez para pagar a cirurgia da professora de Kyu Won.

The Stupid e Windflowers ensaiando para a música de encerramento do musical da universidade.

O avô de Kyu Won, Dong Jin é um chato de galochas. O cara se acha o melhor do mundo e quando começa a contar as suas histórias não vai terminar nunca. Lee Shin, Bo Woon e a irmã mais nova de Lee Shin, Jung Hyun (Moon Ga Young) já foram vítimas de suas histórias sem fim. Mas a Jung Hyun acaba virando fã da música tradicional e, depois, que Kyu Won se bandeia de vez para o mundo dos musicais, a única esperança que lhe resta é a Jung Hyun. Que no início era uma nojentinha, pense numa garota intolerante ao estômago, super mimada, mal educada e chantagista, mas ainda bem que ela muda durante a trama, ufa!

Kyu Won compra camisas de casal pensando em Lee Shin, mas acaba mentindo para Bo Woon e diz que são para seu avô, que só veste roupa tradicional (hanbok).

Mas vamos falar sério agora. Heartstrings (ou em tradução livre, Acordes do Coração) não é uma história que possua um enredo complexo. Tudo se passa de maneira bem tranquila e há poucas evoluções de alguns personagens. Por exemplo, a professora de gayageum de Kyu Won morre nos primeiros episódios do drama e o pai de Lee Shin também, no entanto, eles parecem ter superado isso muito bem. Outra coisa é que durante as audições para o musical do centenário, a mãe da Han Hee Joo (Woo Ri ou Kim Yoon Hye), faz o maior inferno para que a filha seja a protagonista. E Hee Joo é uma personagem que sofre de anorexia bulímica (e a atriz estava muito magra nesse papel, muito magra mesmo), mas isso acaba sendo deixado de lado ao longo dos episódios. Poderia ser uma boa oportunidade de focar nesse assunto tão sério que afeta milhares de garotas no mundo.

Lee Shin vai pedir ajuda a Jun Hee para falar com Kyu Won, depois de ter furado com ela no show para angariar fundos para a cirurgia da professora de Kyu Won (e Jun Hee o faz ir sozinho).

Yeo Jun Hee (Kang Min Hyuk) é um fofo e se apaixona pela Hee Joo, que no início o trata super mal, mas é ele quem a ajuda em tudo. Mesmo que involuntariamente, ele acaba contribuindo para que o musical seja cancelado, mas é ele que também ajuda para que o musical ocorra do mesmo jeito. Também é Jun Hee que fica ao lado de Hee Joo durante todo o seu tempo de recuperação no hospital e fora dele. Hee Joo tem que fazer uma cirurgia na gargante, pois desenvolveu uma úlcera nas cordas vocais. Mas fica aí um questionamento no ar, foi por causa dos vômitos forçados ou ela só desenvolveu a úlcera espontaneamente?

Mesmo a Hee Joo sendo muito chata, os dois eram muito fofos juntos.

O diretor do musical é um personagem excêntrico e extremamente egocêntrico. Tanto que na sua juventude, foi apaixonado pela determinada e incansável Yoon Soo. Os dois sempre possuíram temperamentos parecidos, mas se davam muito bem. Até ela deixá-lo na Coreia para seguir carreira como bailarina numa companhia de Nova York no papel de bailarina principal. Ao voltar para a Coreia, Seok Hyun descobre que terá que trabalhar junto com ela. No início, ele se recusa e torna a convivência entre eles muito complicada, quase insuportável, exigindo até a intervenção de Im Tae Joon (Lee Jung Hun) e fazendo cenas ridículas na frente dos outros professores. Mas Tae Joon, ao invés de ajudar, acaba atrapalhando, por ter inveja de Seok Hyun, ajuda a mãe de Hee Joo a acabar com o musical caso a Hee Joo não fosse a atriz principal. Visto que Seok Hyun favorecia a substituta, que era Kyu Won.

Seok Hyun e Yoon Soo quando eram estudantes da mesma universidade.

Sobre o enrendo em si, Kyu Won descobre que existem outras coisas que ela quer fazer além de tocar o gayageum, mesmo sabendo que o seu avô é terminantemente contra isso. Ao participar no musical, ela acaba sendo notada por uma grande gravadora. Não vou contar muitos detalhes, apesar de que já soltei muitos spoilers, mas alguns acontecimentos ao longo da história foram bons e outros não. No início, havia muitos desencontros entre Kyu Won e Lee Shin, mas eles foram se resolvendo gradativamente.

Lee Shin e Kyu Won chegando juntos na universidade.

Quando Lee Shin e Kyu Won começam a namorar, não há muitas cenas de beijo e, particularmente, os beijos são bem tímidos e quase estáticos, a Kyu Won mal se mexe nas cenas e pior, parece que é uma estátua. Quando Lee Shin a abraça, ela nunca o abraça de volta. Enfim, eu sei que é um drama coreano e que orientais não costumam escancarar cenas assim, mas pelo menos o abraço deveria ser recíproco, né? Mas eu só acho...

Primeiro beijo no qual a Kyu Won fecha os olhos, me incomoda cenas de beijos com olhos abertos.

Outra parte legal no namoro da Kyu Won e do Lee Shin é que ele acaba aceitando usar um chaveiro de ursinho de casal. Super fofo!! Mas isso só acontece em dramas mesmo, porque tenho certeza que meu namorado não toparia uma coisa dessas... =/



Uma coisa que me deixou intrigada foi o final dado aos pais de Kyu Won e Lee Shin. Fica subentendido que o pai de Kyu Won, Lee Sun Ki (Sun Woo Jae Duk), e a mãe de Lee Shin, Song Ji Young (Lee Il Hwa), tiveram um relacionamento no passado, mas que Lee Hyun Soo (Seo Bum Suk), pai biológico de Lee Shin, acabou "destruindo" o noivado dos dois e até a amizade entre eles. Anos depois, Sun Ki e Hyun Soo se reencontram e são até vizinhos, mas o caso deles não evolui em nada. Eles são apenas amigos, embora o pai de Kyu Won ainda nutra uma paixão, aparentemente, não correspondida, por Hyun Soo, que sempre o procura com o pretexto de querer trabalhar com ele.





Sobre o musical, no final das contas, Kyu Won e Hee Joo encontram uma forma de as duas fazerem parte dele. O que foi bem mais interessante do que a eterna briga entre a mãe de Hee Joo e Seok Hyun. O avô de Kyu Won era bem irredutível e quase deixou a mocinha fora do musical. Mas apesar de tantas idas e vindas, o musical saiu. Todos se saíram bem e a Kyu Won foi a que mais descobriu coisas boas sobre isso: poder experimentar coisas novas e descobrir o que é se arrepender de algo que não fez só porque estava com medo do diferente. Mas apesar das grandes descobertas, a Kyu Won me dava raiva em algumas cenas, principalmente quando o seu avô a arrastava pelo braço a arrancando dos lugares e ela nunca fazia nada. Mas enfim... k-drama tem dessas coisas.




Apesar de não abordar temas complexos, Heartstrings é um drama divertido. Inicialmente tinha sido idealizado para ter 16 episódios, mas a Park Shin Hye sofrera um acidente durante as gravações, o que acabou fazendo com que o drama fosse encurtado. No entanto, isso não comprometeu o desfecho da história, embora eu achasse que o Shin foi muito teimoso em não fazer as pazes com a Kyu Won logo. Também achei o episódio final meio corrido, mas foi legal!! Se você procura por algo leve e engraçado, recomendo que você assista a Heartstrings e dê boas risadas com esse drama.




K-Drama legendado em português:
Fansub: Dorama Online; Ohayo Dramas; Yö Dramas (sem link)
Ver online: Dopeka; DramaFever; Viki

 Entenda porque os links foram removidos

0 comentários:

Postar um comentário

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design