quarta-feira, 1 de julho de 2015

Orange Marmalade

Sabe aquela coisa que sempre acontece comigo? Pois é... estava entediada, cheia de preguiça, pra falar a verdade e, enquanto procurava algum mangá para ler na lista de projetos do ToYume, acabo me deparando com Orange Marmalade. Pensei, devo ou não devo? Já tenho tantos doramas e filmes para ver, sem falar em todos os mangás que ainda não terminei... Mas acabo sendo vencida pela curiosidade. Não só comecei a ler, como não consegui mais parar...

Título: 오렌지 마말레이드/ Orenji Mamalleideu/Orange Marmalade
Artista: Seok Woo
Gênero: Comédia, Drama, Romance, School Life, Slice of Life, Sobrenatural, Vampiro
Publicação:
Webtoon - 119 capítulos (2011)
Manhwa - 8 volumes (2011-2013)
K-Drama - 16 episódios (2015 - em lançamento)

Orange Marmalade, webtoon de Seok Woo (2011)

Sinopse: Há muitos anos atrás, vampiros e humanos viviam em guerra. Mas após diversos conflitos, um tratado de paz foi estabelecido. Há pelo menos 300 anos, humanos e vampiros coexistem nos mesmos ambientes, entretanto, o preconceito contra os vampiros é milenar e Baek Ma Ri sentiu na pela, desde a infância, o ódio e a intolerância que o seu povo sofre. Agora, aos 18 anos, Ma Ri tenta concluir o ensino médio e ter uma vida normal sem ser amiga de humanos, entretanto, depois de conhecer o jovem rapaz de sangue doce, Jung Jae Min, sua vida entra em colapso.

Quando você vai lendo, vai entendendo o porquê de Ma Ri não querer ser amiga de humanos. Além disso, depois de tudo o que já passou por causa deles, é bastante plausível querer manter uma distância segura. Em contrapartida, enquanto tenta ser uma pessoa invisível no meio da multidão, Jang Jae Min, o cara mais cobiçado da escola, gostaria de não ser notado por ninguém, sobretudo, pelas garotas. Jae Min tem tanto asco de mulheres que é chamado pelos colegas de misógino. Mas quem diria, num belo dia, ao pegarem o metrô, Ma Ri e Jae Min dividem o mesmo banco e algo inusitado acontece: Ma Ri lhe dá um chupão no pescoço enquanto dormia!!



Para uma pessoa que queria manter distância das mulheres, Jung Jae Min fica super intrigado com essa garota estranha que do nada, lhe dá um chupão no pescoço. E para piorar, Ma Ri não se lembra do que aconteceu, o que deixa nosso herói super confuso, como assim, essa garota me dá um chupão no pescoço e ainda finge que não se lembra de nada?

Para tentar fazê-la se lembrar do acontecido, Jae Min retribui o chupão e Ma Ri fica super atordoada. O cara tem o sangue doce e mais delicioso que ela já sentiu o cheiro, por que agora ele insiste em ficar no seu pé? Já imaginou que dilema? Ma Ri e sua família se alimentam de sangue de porco, embora comam comida humana, eles não conseguem digerir e, rapidamente, precisam vomitar, se não passarão mal. Aí, inusitadamente, surge um cara de sangue doce para sacudir a vida de Ma Ri de pernas pro ar.




Jae Min não larga do pé de Ma Ri, sempre dando investidas, até perceber que está apaixonado por ela. E fazer de tudo para conquistá-la. Mas não pense que tentar se livrar de Jae Min é um dos maiores problemas de Ma Ri não. Nesse ínterim, ela tenta se livrar também das investidas de Jung Soo Ri, do clube banda, que a ouviu cantando sem querer. Agora Ma Ri, que queria apenas uma vida tranquila e sem agitações, se vê atordoada pelas investidas de Jae Min e de Soo Ri e Dou Woo Mi, amiga de Soo Ri, que também é integrante do clube banda.



Mas apesar de insistir tanto em se afastar, Ma Ri acaba se vendo tão envolvida com tudo isso, que quando percebe, já se tornou amiga de Soo Ri e Wou Mi. Entretanto, apesar da amizade, Soo Ri nunca escondeu seu asco e repúdio contra os vampiros. O que irá fazer com que Ma Ri tente se afastar definitivamente do grupo e das amigas. No entanto, quando Soo Ri quase sofre um grave acidente, Ma Ri não só a salva como fica embaixo dos escombros e muito machucada. É nesse dia que Soo Ri descobre que Ma Ri é uma vampira e tudo o que ela acreditava saber sobre vampiros desmorona. Todas as suas convicções se desmancham como um castelo de areia.

Mas não é apenas a Soo Ri que tem seu mundo modificado ao saber sobre os vampiros. A professora da escola, Oh Ro Rah, amiga da tia de Ma Ri, Ha Na Bi, não só entende de vampiros como é a pessoa que fará de tudo para ajudar nossa heroína na escola. Mas ela guarda dois terríveis segredos, mas que eu só poderei contar um: ela é a mãe de Jae Min e, embora ninguém na escola saiba, ela faz de tudo para reconquistá-lo, mas ele não a aceita de forma alguma e a trata super mal. Ao longo dos capítulos, vocês irão entender por que a relação entre eles é tão conflituosa.



Uma das coisas que eu mais gostei em Orange Marmalade, é que os vampiros são pessoas normais que para viver se alimentam de sangue, apenas isso. Os vampiros, nessa história, são uma analogia às minorias representativas que temos em nossa sociedade, como os homossexuais, por exemplo. Houve um tempo em que se acreditava que homossexuais eram pessoas estranhas, como se elas nem sequer fossem humanas, porque como os homossexuais tinham medo do preconceito que sofriam, eles se escondiam, se reprimiam. Essa mesma lógica aparece em Orange Marmalade. Os vampiros têm medo de se mostrar para os humanos com receio do preconceito e mais ainda das represálias. Pois quando algum vampiro era descoberto, suas vidas eram afetadas significativamente, e eles tinham que se mudar de cidade sempre e sempre.



Mas uma personagem na história me lembrou muito uma das cenas do filme Milk - a voz da igualdade, em que Milk dizia para todos os homossexuais confessarem para familiares e amigos que eram homossexuais. Pareceu absurdo quando ele disse isso, mas sabe o efeito que isso causou? Isso dividiu opiniões, pois a coisa mais óbvia do mundo foi descoberta: que homossexuais eram pessoas normais e que todo mundo tinha um amigo, filho, irmão, colega de trabalho que era gay e não um e.t. A personagem que declara isso para os vampiros, também era vampira e esse pedido tem a mesma lógica, mostrar para os humanos que os vampiros não são monstros, mas pessoas bastante parecidas com eles. E que todos, de alguma forma, conheciam um vampiro e eles não eram os bebedores de sangue tão assustadores quanto eles pintavam.




E é óbvio que a revelação bombástica de uma celebridade super conhecida e cultuada divide opiniões. E agora? Os vampiros que conhecíamos não são como acreditávamos, o que fazer? Essa revelação não só divide a opinião da escola inteira, como também da sociedade toda. Entretanto, um crime que supostamente foi cometido por um vampiro, faz com que os ataques de ódio a eles explodam. E os humanos passam a temer os vampiros e o clima estremece, já que o pacto de paz foi supostamente rompido com a morte de um humano.




Nesse ínterim, muitas outras coisas acontecem. Baek Ma Ri e Jung Jae Min começam a namorar, o clube banda começa a fazer sucesso e Ma Ri e as amigas têm fãs pela escola inteira. Até mesmo a sua arquirrival, Jo Ah Ra (que sempre foi apaixonada por Jae Min) começa a sentir alguma empatia por Ma Ri, tanto que é ela quem, de certa forma, ajuda Ma Ri quando Chae Rin começa sua vingança contra os vampiros.

Chae Rin é uma peça chave nessa história. Na verdade, sua participação é bem pontual. Ela aparece como a namorada de Han Si Ho. Si Ho também é vampiro, mas diferente dos demais, ele parou de tomar sangue de porco e, às escondidas, se alimenta de sangue humano. Entretanto, ele não mata pessoas. O surgimento de Si Ho ajuda a explicar por que Ma Ri e os demais vampiros conseguem sair durante o dia, a explicação seria o sangue de porco, já que depois de um tempo se alimentando de sangue humano, Si Ho começa a apresentar as características dos vampiros ancestrais: sensibilidade à luz do sol e força sobre-humana.




Não vou entrar mais em detalhes para não estragar a surpresa. Muitas coisas acontecem ao longo da história. É explicado o porquê de Jae Min ter raiva da mãe. É esclarecido o verdadeiro autor do crime da estudante com marcas de vampiro no pescoço. Começam as lutas pelos direitos dos vampiros. Ma Ri descobre o que é ter amigos de verdade para suportar a barra difícil que vai ter que enfrentar depois da traição de Chae Rin e uma infinidade de coisas. O Si Ho é um fofo, apesar de tudo, enfim... Leiam!! Vale muito a pena.





Sobre o drama: deixei para falar sobre ele por último, porque essa é uma opinião muito particular. Eu assisti a dois episódios e não gostei. Como todos sabem, eu tenho grande resistência a assistir coisas que mudam drasticamente a história do mangá/manhwa/manhua. E com o drama não foi nada diferente. As mudanças são tão grandes, que ainda na primeira metade, é contada uma história paralela que se passa na era Joseon. Veja bem, nada contra. Essa parte da era Joseon foi legal, pelo menos algumas das cenas que vi. Mas isso não tem no manhwa, que fique claro isso.


Orange Marmalade, drama coreano (2015)

O drama é baseado ou é uma adaptação da história de Seok Woo, mas na minha humilde opinião de fã (?), inserir uma era Joseon numa história que não tem isso, é meio absurdo e difícil de engolir. Se você for igual a mim, recomendo que veja o drama primeiro, porque se você tiver lido o manhwa que nem eu e for assistir ao drama, pode odiar, como eu odiei. No mais, achei a escolha dos atores bastante interessante. Mas me incomodou pacas, a Seol Hyun no papel de Baek Ma Ri. Ela é bonita e se encaixa com a personagem, mas me dá agonia a cara de assustada que ela tem o tempo todo. Um saco! Não achei o Yeo Jin Goo bonito no papel do Jung Jae Min. Vi gente por aí dizendo que ele é lindo. E ele é, mas não nesse drama. Não curti. Já o ator que faz o Si Ho, o Lee Jong Hyun, super curti no papel do vampiro sem escrúpulos, mas não cheguei a ver sua atuação. Então não tenho opinião para dar sobre ele.




Ainda sobre mudanças de roteiro e de personagens. No drama, a personagem Ah Ra (Gil Eun Hye) tem muito destaque, quando na real, ela não tem. Enfim, achei os vampiros da era Joseon muito feios e mal feitos, sinceramente, eles poderiam ser melhores e os efeitos especiais também. Mas nem foi exatamente isso o que me fez não ter gostado do drama, e sim a mudança super brusca do roteiro original e a inclusão de cenas desnecessárias (como a parte da história que se passa na era Joseon) - e insisto em dizer que essa é apenas a minha opinião. No mais, recomendo que cada um tire sua própria conclusão. Mas insisto novamente, não deixe de ler o manhwa/webtoon para ter uma visão mais ampla da história. A versão original sempre vale mais a pena do que qualquer outra. No mais, minna... vou indo nessa. Até a próxima, chibis do meu coração. Ja ne. Kissus...





Webtoon online:
Scans: LINE Webtoon; Toshi wa Yume

K-Drama legendando em português:
Fansub:
Fóruns: Fighting Fansub; Kingdom Fansub; Siwon Fansub (necessitam cadastro)
Ver online: DramaFever; Viki

Entenda porque os links foram removidos

2 comentários:

  1. Olá!Gostei muito da sua explicação e queria expressar o que eu passei e senti.Eu vi o trailer do drama e pesquisei sobre,ai descobri sobre webtoons que eu nunca tinha ouvido falar,comecei a ler e me interessei muito.Sinceramente pelo que tinha visto no trailer achei ridículo de começo sobre vampiros e essas coisas sobrenaturais,mas quando comecei a ler a webtoon eu não consegui parar era muito interessante a cada capítulo que acabava eu já ia para o próximo sem hesitar.E acabei em dois dias.No momento eu estava vendo outro drama e comecei a ficar ansiosa para ver o drama do Orange Marmalade,estou no ep 3 e muitas coisas já me decepcionaram,não sei sinceramente se continuou a assistir e vejo o que mais eles inventaram...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? Eu amei a webtoon... Devorei em dois dias também... comecei a ler e não conseguia parar, sempre querendo saber mais... A história me prendeu do início ao fim... por causa disso, resolvi dar uma chance pro k-drama, mas me decepcionei logo de cara. A Baek Ma Ri do drama parecia uma songa monga assustada e o Jae Mi um stalker abobalhado, nada a ver. Desisti de ver na mesma hora. Não tenho nem vontade de ver como termina. Não gostei. Não chega nem aos pés do webtoon... Eu mesma não gostei do drama. Mas se você quiser ver, eu incentivo, mas aconselho que assista como se fosse uma história diferente, como se fosse um fanfic, sabe - rsrsrs... Mas se alguém me perguntar se eu recomendo que veja: não, eu não recomendo, mas se você quiser ver até o fim, pode ser algo bom, pra você tirar suas próprias conclusões. Mas só se quiser muito, porque o drama é muito sem graça, os episódios não são do tipo que te prendem. Achei muito enfadonho. E mudaram MUITA coisa. Pra mim, isso já é motivo suficiente para eu não gostar.

      Excluir

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design